imagem: Jia Lu, Illuminated

"EM CADA CORAÇÃO HÁ UMA JANELA PARA OUTROS CORAÇÕES.ELES NÃO ESTÃO SEPARADOS,COMO DOIS CORPOS;MAS,ASSIM COMO DUAS LÂMPADAS QUE NÃO ESTÃO JUNTAS,SUA LUZ SE UNE NUM SÓ FEIXE."

(Jalaluddin Rumi)

A MULHER DESPERTADA PARA SUA DEUSA INTERIOR,CAMINHA SERENAMENTE ENTRE A DOR E AS VERDADES DA ALMA,CONSCIENTE DA META ESTABELECIDA E DA PLENITUDE A SER ALCANÇADA.

BLOG COM MEUS POEMAS:

http://desombrasedeluzanna-paim.blogspot.com/



sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

STONEHENGE

.


O mais impressionante monumento megalítico do mundo, tem sua origem obscura! Inclusive o tipo humano que ergueu esse templo, não é conhecido com certeza.

A finalidade deste edifício imenso, também não está clara! Há uma série de especulações que variam desde sua função como templo, como portal, como magneto para comunicações e mais algumas funções que não podem ser comprovadas!


Os antigos Saxões chamavam de Hanging Stones, (pedras suspensas). Na idade média, os intelectuais da época costumavam chamar de Dança dos Gigantes. Os dois nomes são tão impressionantes quanto o próprio templo.


Inigo Jones arquiteto do século XVII, foi um dos primeiros a estudar Stonehenge. Naquele tempo ele considerou o monumento como um templo romano. Porém Willian Stukeley, um estudioso desse tipo de construção, conseguiu implantar a idéia que o templo fora construído pelos druidas britânicos.


Somente no século passado, os arqueólogos chegaram a uma conclusão quanto a idade e finalidade de Stonehenge. Entretanto essas idéias sempre encontram opositores, e com certa frequência instauram uma grande polêmica.
Os arqueólogos ingleses chegaram ao consenso no tocante à idade de Stonehenge. A construção do monumento teria se iniciado cerca de 3.500 a.C. Richard Atkinson declara em 1950 que o templo era constituído por uma formação circular e em torno dela, 56 fossas que são hoje conhecidas por Aubrey Holes. A primeira pedra ereta, Heel Stone, foi colocada no lado de fora em frente da única entrada da construção. Novos construtores 200 anos depois, edificaram uma avenida de monólitos até o rio Avalon. Para fazer essa avenida de 3,5 km, os construtores usaram 80 blocos de pedra das montanhas de Prescelly, distantes 320 km já no sul do País de Gales. Como eles fizeram isso? É outro mistério que ronda Stone Henge. Segundo as teorias mais aceitas, eles teriam arrastado as pedras até o próprio rio Avalon e deslizado nas águas tranquilas até onde as pedras foram novamente arrastadas e colocadas cada uma em seu lugar. Essas pedras de 4,5 toneladas estavam resolvidas. E as pedras de StoneHenge?
Dá para imaginar monólitos de 26 toneladas sendo arrastados. E para construir os "trilitos"? Que são aquelas ferraduras invertidas, duas pedras justapostas de 20 toneladas cada, encimadas por outra com mais ou menos a mesma massa. Para quem já movimentou massas monolíticas semelhantes a essas, sabe muito bem do que estou falando.

http://faunosmitos.blogspot.com/2009/02/stonehenge-o-templo-do-misticismo.html

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

MULHERES X AÇÚCAR

.


O açúcar é um produto químico travestido de alimento - Fernando Ferdo
As mulheres em geral gostam muito de açúcar, mas a recíproca não é verdadeira. O açúcar está associado a uma série de condições que infernizam suas vidas: celulite, tensão pré-menstrual (TPM), enxaqueca, estresse, rugas. Nas mulheres grávidas, o mal que o açúcar faz é em dobro e significa pré-eclâmpsia, endometriose, diabetes gestacional e bebê macrossômico. Mesmo que o açúcar estivesse envolvido apenas com problemas que atingem as mulheres individualmente, já seria motivo suficiente para preocupação. A gravidade da situação é que o açúcar está atingindo o ser humano no delicado momento da reprodução da espécie comprometendo o futuro da humanidade.

Celulite
Celulite nada mais é que células do tecido subcutâneo com gordura armazenada. Um quadro infeccioso da pele associado a alterações metabólicas do tecido subcutâneo e a distúrbios endócrinos. A celulite se forma na camada profunda da pele no tecido gorduroso entre a derme e os músculos. Uma alteração misteriosa no metabolismo dessa camada de gordura origina a celulite.

Um crescimento desordenado de células de gordura interrompe a circulação congestionando o tecido dando origem aos buracos e nódulos típicos da celulite. Todo mundo sabe que gordura nada mais é que o "excesso" de açúcar ingerido. O Dr. Antonio Herbert Lancha Jr. recomenda: "se o objetivo é reduzir a celulite, evite longos período de jejum. Evite também alimentos com muito açúcar".

O irônico da coisa é que existe uma indústria, funcionando a todo vapor, que movimenta bilhões de dólares no mundo inteiro por conta da celulite, tratamentos mirabolantes e caros para combatê-la, quando a solução é tão simples e barata: a primeira providência da mulherada que quer se ver livre da celulite é largar o açúcar.

Estrias
O que causa as estrias ninguém sabe. Entre as causas possíveis estão o desequilíbrio hormonal e a má formação do colágeno. Colágeno e elastina são células de sustentação localizadas nas camadas mais profundas da pele. Quando elas se rompem o reflexo na flor da pele são as estrias.

O açúcar é suspeito na formação das estrias por duas razões básicas: uma porque é um notório bagunceiro dos sistemas hormonais e a outra seria a glicação não-enzimática de proteínas (GNP), durante a qual fica exposto o colágeno - proteína que ajuda a conferir elasticidade e viço a pele.

Mulheres que não desejam ter seu corpo todo estriado, têm na dieta isenta de açúcar o melhor caminho: a prevenção, posto que a dieta açucarada moderna responde por uma enxurrada de glicose inútil e radicais livres nocivos ao organismo. "O segredo é não comer açúcar, praticar exercícios físicos, consumir verduras..." resume Patrícia Rittes dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia, respondendo à pergunta de uma internauta sobre estrias no Chat do portal Terra.

Enxaqueca
Outro fantasma na vida de muitas mulheres é a enxaqueca. As bebidas alcoólicas encabeçam a lista de fatores que desencadeiam as crises de enxaqueca. O vinho tinto é o campeão de reclamações, embora bebidas destiladas também contribuam. Os médicos que lidam com o problema não atinam, mas o vinho tinto envolvido com certeza é o "suave", e quando a bebida for destilada deve ser outra porcaria açucarada, tipo caipirinha, ou coquetel de frutas, que as mulheres adoram.

O doutor Edgar Raffaelli Jr, fundador e presidente honorário da Sociedade Brasileira de Cefaléia, em entrevista ao site www.cente.med.br diz: "Existe, porém, um inimigo que, em geral, as pessoas desconhecem e custam a identificar: o açúcar. Como o controle da glicemia depende também do sistema límbico e o hipotálamo desses pacientes funciona mal, as oscilações bruscas da taxa de açúcar no sangue são fatores importantes para deflagrar a crise". Mais adiante, o médico explica melhor o que acontece: "Uma hipoglicemia reacional evidencia o fato de o açúcar ter sido queimado em excesso por ter agido como agressor do sistema. Portanto, a conduta acertada é ingerir menos açúcar".

Endometriose
A endometriose é uma doença crônica muito comum, caracterizada pela presença de tecido de estrutura semelhante ao endométrio (mucosa que reveste as paredes internas do útero) em diversas áreas do aparelho genital feminino: peritonal, ovariana, septo-retrovaginal. A endometriose pode provocar dores menstruais e causa fibrose em toda a pelve, envolvendo tanto os ovários, que o óvulo normal não pode ser liberado, sendo, portanto, causa de esterilidade feminina.
A Folha de S. Paulo, no caderno "Equilíbrio", na Internet, tem um depoimento comovente da fisioterapeuta Ana Tereza em pergunta à Dra. Cláudia Colucci: "Eu tenho endometriose e quando recebi o diagnóstico já nem queria mais tratamento algum, pois já tinha tido um natimorto, dois abortos e uma gravidez ectópica. Fiquei um ano sem comer açúcar e quando já nem acreditava era mãe".

Menopausa, Menstruação e TPM
O nome do site é Canal Saúde. Nele encontro interessante texto de Lúcia Fávero do qual destaco este trecho: "O açúcar é muito prejudicial para quem está enfrentando os problemas da menopausa. Ele provoca uma flutuação hormonal no pâncreas que leva à baixa de estrógeno. Além disso, açúcar provoca lentidão dos elementos químicos dos hormônios, prejudicando o trabalho das supra-renais e também atuando para baixar o nível de estrógeno. O açúcar não faz falta ao organismo. O açúcar é um vício (dos mais fáceis de abolir). O segredo está em cortar definitivamente a utilização do açúcar para a alimentação".

Fico feliz quando encontro um site como esse. Defendemos a mesma causa: açúcar zero. Quanto à menstruação e TPM (tensão pré-menstrual), na página do jornal cearense O Povo, na Internet, leio matéria de 01 de janeiro de 2003 sobre esses assuntos. Como "armas para combater a TPM" entre outras providências, como dormir bem, o Dr. Carlos Antunes, ginecologista e homeopata, pede atenção para a ingestão de açúcar. Segundo ele, para cada três colherinhas de açúcar refinado, o organismo tem que se livrar de 100 miligramas de toxinas, e a capacidade de eliminação do organismo é de apenas 60 miligramas. Essas toxinas são subproduto do tratamento químico pelo qual o açúcar passa até ficar branco. É o lixo químico fino do açúcar.

Rugas de açúcar
Em reportagem da revista Veja, de 29.9.2004, intitulada "Doutor Celebridade", ficamos conhecendo o Dr. Nicholas Perricone, dermatologista de estrelas do porte de Sharon Stone e Nicole Kidman e inventor do creme do "efeito Cinderela". Segundo a Veja, Perricone é dono de um império que movimentou, só em 2004, 70 milhões de dólares. Com mais de uma centena de substâncias patenteadas em todo o mundo, sua linha de produtos de beleza está nas prateleiras de lojas como Daslu, Neiman Marcus, Saks e Nordstrom. Um pote de creme pode chegar a custar 570 dólares.

Seu livro"O fim das rugas" ficou 25 semanas na lista dos mais vendidos nos EUA; outro best-seller dele é "Rejuvenescimento Total".

O Dr. Perricone é autor de uma interessante teoria sobre o envelhecimento: seria o resultado de sucessivas inflamações nas células. O remédio? Além dos cremes e loções criados por ele, uma dieta alimentar rica em frutas, verduras, legumes, alguns tipos de proteína (como a da clara de ovo) e muito salmão. O peixe é riquíssimo em dimetilaminoetanol, o nome da substância conhecida pela sigla DMAE, base dos cremes de Perricone.

Na curta entrevista a Veja por telefone, perguntado sobre qual é a base de sua teoria antienvelhecimento, respondeu o doutor Perricone: "Depois de vinte anos de pesquisas, concluí que o envelhecimento se deve a inflamações causadas por substâncias tóxicas. O açúcar é um dos grandes vilões nesse processo. Tanto que pessoas com diabetes, que sofrem de excesso de açúcar no sangue, envelhecem numa velocidade um terço maior do que as não diabéticas. Em um dos meus livros, digo que as rugas, por exemplo, são uma doença resultante dessa inflamação e, como tal, podem ser curadas". Que maravilha! A substância química que vimos focalizando tem mais essa propriedade... vamos arranjar um nome para ela? Gerontogênica? Seniligênica? Rugogênica?

O tratamento do Dr. Perricone funciona pela razão básica de que ele pede que se retire da dieta o fator patogênico, que é... todo mundo já sabe. Com isso, ele estanca o processo de glicação degenerativa das suas clientes. Os cremes de 500 dólares são o chantilly com o qual o homem ganha o dinheiro dele.
Amiga leitora, se você zerar o açúcar, tanto faz você comer salmão ou sardinha, abacate ou abóbora, o "efeito Cinderela" vai acontecer. Quanto às mulheres que não abandonarem a dieta açucarada, terão que encarar o "efeito Bruxa Malvada".

Pré-eclâmpsia ( ex-toxemia gravídica )
Associando pré-eclâmpsia à obesidade, resistência insulínica e trigliceridemia, o Dr. T. Clausen, do Hospital da Universidade de Ullevaal, em Oslo, Noruega, orientou uma equipe de pesquisadores, partindo da hipótese de que a ingestão de calorias de alimentos ricos em sacarose ou ácidos graxos poliinsaturados, independentemente considerados, aumentaria o risco de pré-eclâmpsia.

Nas mulheres grávidas, os testes confirmaram que o consumo de açúcar está associado ao aumento do risco de contrair pré-eclâmpsia. Segundo o Dr. Clausen, os ácidos graxos poliinsaturados também contribuem. Os pesquisadores não observaram relações entre outros nutrientes energéticos e o risco do distúrbio. E concluíram que "os padrões dietéticos cada vez mais prevalentes em diversas partes do mundo podem afetar adversamente os muitos esforços para reduzir as complicações hipertensivas durante a gravidez". Em outras palavras, a dieta açucarada moderna está ofendendo a humanidade desde o ventre materno.

Picamalácia
É aquele estranho desejo que as mulheres grávidas têm de comer coisas estranhas. Picamalácia tem a ver com o lado patológico da coisa. É quando as gestantes querem comer coisas absurdas como barro, palito de fósforo, bolinhas de naftalina, cabelo etc. Para alguns autores, o instinto explicaria tal comportamento; assim, por exemplo, a necessidade orgânica de algum mineral levaria uma grávida a comer argila. Mas a ciência médica não concorda com isso.

O desejo de comer comida normal, frutas fora de época, por exemplo, não é considerado picamalácia. Segundo o livro "Nutrição na Gravidez e na Lactação", entre os alimentos mais desejados pelas grávidas estão os doces, e esses desejos ou aversões "não são necessariamente prejudiciais". Já comer amido, coisa comum entre as negras americanas, é tido como sintoma de picamalácia e tem até nome próprio: amilofagia. Se comessem terra ou barro seria geofagia. Comer amido, ainda segundo o livro, "pode provocar obesidade".

Amido, até onde sei, é alimento, contém proteínas, vitaminas, sais minerais, fibras e ainda libera glicose lentamente; logo, ingerir um alimento normal não poderia caracterizar uma doença. A não ser que amilofagia se refira à mania de comer amido cru. Mesmo assim, comer gordura ou proteínas cruas daria nas picamalácias: lipidiofagia e protidiofagia o que não acontece.

Então, o fato da mulher grávida comer doce não é "necessariamente prejudicial", ao passo que comer amido é patologia e "pode provocar obesidade".

Ao meu ver, temos aqui um claro exemplo de um texto de nutrologia escrito segundo os interesses dos traficantes de açúcar, ou seja, não se trata de ciência e sim de ideologia.

Proponho a colocação dessa ciência em pratos limpos. Assim sendo, o desejo de ingerir amido deve ser considerado um desejo normal, quiçá manifestação instintiva da gestante da necessidade de nutrientes; e o desejo de comer doces deve ser considerado uma perigosa manifestação de picamalácia que expõe as mulheres grávidas ao risco de obesidade, diabetes gestacional, ao risco de gerar bebês macrossômicos e ao risco de pré-eclâmpsia.

Diabetes gestacional
O diabetes gestacional é um assunto da maior gravidade, justamente porque atinge a humanidade no sagrado momento da reprodução da espécie. Não vejo, porém, a seriedade necessária no trato desse assunto. Por exemplo, um número especial sobre diabetes da revista Saúde, já na capa, ao lado do rosto perfeito de Carolina Melhem, traz uma chamada insidiosa: "Com moderação, dá até para liberar o açúcar". Liberar açúcar para diabéticos devia ser considerado crime e o pedido de moderação, um atenuante. Na apresentação, Lúcia Helena de Oliveira, diretora de redação, diz que o número de diabéticos "só aumenta justamente porque o mundo está cada vez mais gordo". E está cada vez mais gordo porque a dieta está cada vez mais doce, alguém duvida?

A revista informa que o diabetes gestacional atinge 2% das grávidas. O médico Dráuzio Varela acompanhou a gravidez de cinco mulheres para o programa Fantástico, da Rede Globo, e uma delas apresentou a síndrome - justamente a que mantinha a geladeira abastecida de chocolate. Uma em cinco, não sou boa de matemática, mas são 20%. Será que o pessoal da digitação da revista comeu o zero?

Na cidade do Recife, o número de casos de diabetes gestacional já passa de 130 mil por ano; será que essa cifra é só 2% dos nascimentos daquela cidade? Ou a indústria da doença não teria interesse em informar a real dimensão do problema?

E quanto à etiologia do diabetes gestacional? Segundo a teoria geral que informa este livro (ver referência abaixo), é o consumo aumentado de açúcar pelas mulheres grávidas. Todos sabemos que as gestantes comem mais, "comem por dois", e, et pour cause, comem mais açúcar. A revista consultou Mauro Sancovsky, ginecologista e obstetra especializado em diabetes do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Segundo ele, "é a partir da segunda metade da gravidez que a mulher terá mais glicose no sangue para atender ao bebê que está crescendo. As mães que desenvolvem o diabetes gestacional não conseguem adaptar sua produção de insulina a essa fase". Eu pergunto: de onde vem essa glicose? Do que ela come ou da depleção de glicogênio ou gordura? Aposto que é da dieta açucarada. A natureza não dá ponto sem nó: se o organismo da grávida providenciasse mais glicose a partir de suas reservas, o pâncreas seria instado a produzir mais insulina. A brecha do sistema é a boca, por onde as mulheres mandam açúcar para dentro. E esse fermento biológico doce é que faz o bebê "crescer demais".

Minha hipótese é fácil de ser derrubada através de uma pesquisa barata: basta isolar dois grupos de gestantes e de um deles retirar a sacarose refinada de sua dieta. Meu prognóstico: só surgirão casos de diabetes gestacional no grupo das comedoras de açúcar. Vale o axioma: quanto maior for a quantidade de açúcar ingerida maior será o números de casos de diabetes gestacional. E ainda - qual jogador de xadrez seguro de seu jogo que oferece uma peça importante ao adversário? - deixo incluir no grupo das grávidas-açúcar-zero aquelas que os médicos entendem como portadoras de "predisposição genética", filhas e netas de diabéticos.

Vejamos agora os estragos que o açúcar faz no ser humano no nascedouro, uma tremenda covardia. A seguir, uma relação das morbidades e distúrbios do recém-nascido de mãe diabética. Tudo começa com o próprio bebê agigantado, pesando aproximadamente 4 quilos, que não deve ser saudado como um bebê super-nutrido mas lamentado como uma manifestação teratológica causada pelo açúcar. Aqui vai a relação: trauma obstétrico, parto difícil devido à distorcia do ombro; asfixia (e suas terríveis conseqüências); fraturas ósseas; cefalematoma; hemorragias subdural, ocular, de órgãos abdominais e da genitália externa; hipocalcemia e magnesemia; paralisias facial, diafragmática e cerebral; lesões no plexo braquial e dos nervos do braço, malformações cardíaca, renal, esquelética e do sistema nervoso. Sobrou alguma coisa? E isso se o bichinho sobreviver em vez de engrossar as estatísticas da mortalidade infantil.

Bebê balofo
Distrofia farinácea é um quadro clínico descrito pela escola pediátrica alemã do século XX. As crianças vítimas dessa condição são gordinhas e apresentam um falso aspecto de saúde. Trata-se de uma gordura balofa e flácida, devido ao edema que a acompanha, sobressaindo nas extremidades sob a forma de inchamento no dorso dos pés, das mãos e das pálpebras. São crianças frágeis, basta uma infecçãozinha de garganta para redundar em vômitos e diarréia que podem levar à morte.

Isso acontece com crianças que em vez de se alimentar do leite da mãe são obrigadas a ingerir alimentos industrializados (farinhas lácteas, mingaus de maizena). Tenho dito: há uma gordura saudável (marrom e vascularizada) que resulta do consumo de alimentos normais (sem açúcar). Gordura mórbida (branca e flácida) é a que resulta do consumo da dieta açucarada moderna.

Texto extraído do livro negro do Açúcar- Fernando Carvalho Ferdo - edição independente

http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/c.asp?id=08401

NÉFTIS, A REVELADORA

.


A Néftis egípcia, cujo nome significa "fim" e "vitória" era conhecida como a Senhora do Palácios, Dama da Casa e A Reveladora. Era irmã de Ísis e a esposa de deus Seth. Enquanto Ísis representava a força da vida e do renascimento. Nephtys era a deusa do pôr-do-sol, dos túmulos e da morte. Seus respectivos cônjuges também representavam energias opostas. Osíris, o consorte de Ísis, era o deus da fertilidade; Seth, o cônjuge de Néftis, representava a aridez, a esterilidade e a maldade. O deus Seth é também conhecido como o assassino de Osíris. Néftis é uma deusa guardiã e ajudou Ísis a colher os pedaços de Osíris quando Seth o destroçou. Também ajudou Ísis a reanimar o corpo de Osíris por tempo o bastante para que ela concebesse um filho. Por isso é muito freqüente ver juntas ambas as deusas, uma na cabeça e outra nos pés do sarcófago. A Néftis é representada junto sua irmã, chorando e velando Osíris.

Aliás, a sua associação com Ísis no ciclo osiriano, bem documentada em inúmeras pinturas, esculturas e representações, nesse papel de divina carpideira de Osíris, é um dos seus traços dominantes. Tal como Ísis, apóia Osíris no seu Tribunal do Mundo Inferior, sendo freqüentemente representada assistindo à cerimônia de psicostasia, atrás do trono onde majestaticamente, Osíris se senta.

Como divindade relacionada com o mundo funerário e pelo seu papel na mumificação, as faixas que envolviam o defunto eram consideradas como madeixas do seu cabelo.

A morte para os egípcios antigos era uma passagem muito perigosa, pois quando a alma abandona o corpo, tudo se desune e todos os elementos corriam o risco de se manter dissociados do outro lado do espelho. Portanto a morte implicava necessariamente em uma ação mágica: a preservação da coerência do ser durante a passagem deste mundo para o outro, para poder fazê-lo reviver do outro lado na sua plenitude. Para tal feito, se realizava o embalsamento. Segundo o esoterismo egípcio, o ser é composto de diversas qualidades, sendo mais conhecidas o "akh", a irradiação, o "ba", o poder de encarnação, e o "ka", a potência vital. Cada elemento tem uma existência independente. É através da arte mágica do embalsamento que todas as partes passavam pelas aberturas do céu, permitindo que o ser completo pudesse ir e vir. O sarcófago não era um túmulo ou um lugar vazio. Era considerado como um navio e como um ventre do céu. O espírito do "morto' entra e sai do sarcófago.

Apesar de ser representada como uma bela mulher de olhos verdes, Néftis era chamada de a irmã obscura de Ísis. Ela se encontrou clandestinamente com Osíris e dele concebeu Anúbis, que conduzia os mortos. Por vezes, era representada com longos braços alados estendidos em proteção; em outras vezes, ela carregava uma cesta em sua cabeça. Plutarco nos deu uma explicação bastante esotérica sobre estas duas irmãs:

"Neftis designa o que está embaixo da terra e que não se vê (isto é, seu poder é de desintegração e reprodução), e Ísis representa o que está sobre a terra e é visível (a Natureza física). O círculo do horizonte que divide estes dois hemisférios e é comum a ambos é Anúbis.

Como uma deusa da Lua Nova, Néftis se compadece e compreende as fraquezas humanas. Seu aconselhamento é justo e sábio. Ela rege as artes mágicas, os conhecimentos secretos, os oráculos e as profecias. Animais como serpentes, cavalos, cães brancos, e dragões eram seus, assim como aves como a coruja e o corvo. No Egitos, o pentagrama (estrela de cinco pontas) era conhecido como a estrela de Ísis e Néftis.

Essa deusa regia a morte a magia escura, coisas ocultas, conhecimentos místicos, proteção, invisibilidade ou anonimidade, intuição, sonhos e paz. Néftis, apesar de seu aspecto obscuro, oculta toda a força do feminino em sua mais abnegada e sedutora expressão e representa ainda, a compreensão que nasceu do amor sem fronteiras.

Néftis pode nos apresentar a nossa porção sombra aquela parte de nossa psique que está sempre conosco e nos influenciando. A sombra engloba tudo aquilo que temos medo, vergonha, que consideramos inadequado ou que simplesmente não apreciamos em nós mesmos. Tentamos reprimir e nos livrar dessas coisas, sem perceber que, se celebrarmos um armistício para que possamos utilizar suas forças, podemos nos tornar pessoas mais poderosas e completas.

A porção de sombra pode também ser mensageira do subconsciente e dos deuses. Ao utilizar sonhos e visões, eles podem nos revelar o que é necessário para nossa proteção, sabedoria e expansão, tanto na vida física como na espiritual.


RITUAL EM BUSCA DE SONHOS REVELADORES

(deve ser realizado na Lua Nova ou Lua Cheia)


De pé, perante o altar, erga os braços em saudação e diga:

Eu chamo por Néftis para me proteger e instruir!

Néftis, Dama da Vida, Senhora dos Deuses,

Deusa Obscura das poderosas palavras de poder,

Eu clamo sua presença,

Que sua força eterna esteja sempre

Atrás de mim,

Àminha frente,

Sob mim,

Acima de mim

Proteja-me, Mãe Obscura!

Antiga Mãe, a Sagrada de muitos nomes,

Mostre-me os segredos dos sonhos.

Ensina-me a Magia Lunar e o conhecimento das ervas.

Dê-me sabedoria para lidar com meu lado de sombra,

Usando suas forças e superando suas fraquezas.

Eu lhe agradeço, Grande Senhora.

Prepare-se então e coloque um caderno perto de sua cama para que possa documentar todos seus sonhos até a próxima fase da Lua, pois Néftis se comunica primariamente através de sonhos, usando o poder da Lua. Você logo perceberá um padrão nos seus sonhos. Sonhos sob influência da Lua Cheia podem lidar com eventos de natureza psíquica, enquanto aqueles sob influência da Lua Nova são de natureza mais espiritual.

Um grupo de antropólogos egípcios encontrou um curioso papiro escrito há cerca de 4.000 anos. Nele se explica o significado de um sonho que havia tido um parente do faraó. O homem sonhara que um abutre devorava-lhe o fígado e que isso lhe proporcionava uma grande alegria. O sacerdote consultado disse que era anúncio de que, em breve, essa pessoa se libertaria de um grande peso que a impedia de ser feliz. Parece difícil entender por que essa pessoa, durante o sono, tinha uma sensação de alívio em vez de dor e angústia. O sacerdote, porém, não teve dúvidas. Ainda que a história tenha ficado inacabada para sempre, pois o resto do papiro não foi achado, tudo fica mais claro quando se sabe que os egípcios acreditavam, assim como os gregos, que a alma das pessoas estava alojada no fígado. Dessa forma, fica claro que o sonho mostra o desejo daquele homem de livrar-se de algum peso que atormentava sua vida. Um tratado egípcio da XII Dinastia (1.800 a.C.) detalha a forma em que os sonhos devem ser analisados e qual o conteúdo dos símbolos mais comuns.

Você não tem posse deste tratado nem conhecimento muito grande da religiosidade egípicia, mas fique atenta, pois cada vez que sonhamos estamos recebendo uma mensagem secreta proveniente da nossa consciência. Seu significado é sempre misterioso e pode ser interpretado de modos diferentes.

Texto pesquisado e desenvolvido por

Rosane Volpatto

http://pistasdocaminho.blogspot.com/2009/02/expressoes-do-sagrado-feminino-neftis.html#links

PORTAIS

.



O tema "portais" é bem interessante porque existe toda uma abordagem do tema por parte de vários segmentos, e a forma da bruxaria encarar isso é bem singular.

Primeiro vamos a uma definição do que seria portal.

O termo vem de algo que temos nas construçòes, um portal é uma abertura que permite ir de fora para dentro da casa, ou de dentro para fora.

O portal é pois um lugar onde podemos atravessar, no caso dos portais aos quais aludimos aqui, podemos ir desse mundo para outros.

Dentro desse conceito existiriam lugares no mundo que por determinadas configurações energéticas poderiam ser "portais" de passagem para outros mundos, para mundos outros que não esse.

Mas esses portais poderiam ser abertos também, por nós mesmos?

Muitas cerimônias na Magia e no Xamanismo se dedicam a abrir esses portais e através dele ir a outros mundos ou permitir que seres de outros mundos venham ao nosso.

Os portais podem ser pois "naturais" quando surgem porque os "caminhos do dragão", os "meridianos do Ser Terra" aprensentam uma energia específica, como em nosso corpo alguns pontos dos meridianos tem maior densidade energética, os pontos onde os acupunturistas põe suas agulhas.

Os portais podem ser gerados em cerimônias mágicas, a partir da vontade dos (as) magistas envolvidos.

Porém este conceito de portais pode representar um sério empecilho para o pleno desenvolvimento de nossas habilidades, como o uso de ritos excessivos, ou o colocar de nosso poder em objetos a nossa volta e não em nosso próprio corpo.

Os (as) bruxos sabem que podem, pelo realinhamento da percepção com outras frequências da realidade, mudar de mundo aqui e agora, onde quer que estejam e este é o objetivo de toda uma vida de treinamento entre os bruxos de certas linhagens

Assim o tema portal fica agora numa outra interpretação.

Abrir um portal durante um rito é uma forma de ver o mundo mágico ainda dentro dos paradigmas, o conceito de portal é um conceito ainda da mente imatura que tenta projetar sua descrição de mundo aos mundos indescrítíveis.

Podemos ir além em nosso amadurecimento perceptivo e compreender a Realidade como ondas, então poderemos ter outra interpretação.

Tudo que um (a) bruxo faz é como resultado do movimento de seu ponto de aglutinação.

Assim, dentro deste paradigma o que acontece quando um(a) bruxo muda de mundo, não foi um "atravessar" de um buraco na realidade, mas um ato de mudar a posição de seu ponto de aglutinação, que como o sintonizador de frequências num rádio, ao mudar "sintoniza" outra estação , outra realidade, completa e final em si mesma.

Portanto o fato de certos lugares na Terra e certos estilos de cerimônia facilitarem esse deslocamento do ponto de aglutinação faz com que se interprete com várias teorias o que acontece, a idéia dos portais é uma dela, uma analogia com situações humanas.

Entrar em contato com outros mundos, entrar em contato com outros seres conscientes, ir a outros mundos com toda nossa fisicalidade fazem parte dos mistérios do Ponto de Aglutinação, um conhecimento totalmente ausente nas descrições conhecidas de mundo de outros povos, só nos povos nativos da América Central, descendentes dos Toltecas vamos encontrar esse paradigma, que quando "sentido" muda muito a forma de decodificar a realidade a nossa volta.

Há muito da televisão e dos filmes, dos desenhos tipo He Man, nesta "imagem coletiva" que existe hoje de portais por aí.

A bruxaria, sendo fruto de homens e mulheres que quase foram dizimados e que tiveram de usar todos os meios de fuga a seu alcance acumulou de fato muita informação sobre a pragmaticidade do que se convencionou chamar de portais.

O bruxo trabalha com a idéia que temos tudo que precisamos para esta estravagante viagem que é a vida, em nós mesmos, em nossos corpos direito e esquerdo.

O mistério está em como trazer a tona tudo isso, sem no entando sucumbir às armadilhas de um universo predador.

Na antiguidade e para muitos hoje, quando deslocavam-se para outros mundos os (as) bruxos julgavam estar descendo para regiões "obscuras" ou ascendendo a regiões "iluminadas".

Os (as) bruxos perceberam que os demônios ou anjos que surgem aos que viajam entre os mundos são na realidade a projeção de próprio interior do (a) viajante.

Por isso os (as) bruxos lutam tanto para "perder a forma humana" e aprender a VER energia diretamente.

Só assim sabem-se a salvo de antropomorfizar toda percepção, reduzindo o âmbito da eternidade que podem presenciar aos estreitos paradigmas dessa época.

http://br.geocities.com/abruxaevora/portais.html

BRUXOS E BRUXAS

.


O termo bruxaria é um termo que sempre desperta reações. Ele está tão associado a coisas "escuras e maléficas" que algumas pessoas questionam se deveríamos mesmo usar este termo para identificar estas práticas neo- pagãs que fazemos uso, como instrumental de nossa ligação com a mãe terra.
Mas voltemos ao passado, vamos voltar ao tempo em que mulheres e homens diferentes, que incomodavam os poderes estabelecidos, eram cruelmente torturados.

Poucos percebem que a tortura, para confessar bruxaria, era uma tortura similar a que os serviços secretos ainda usam hoje, para extrair informações sobre as reais práticas dos que eram depois sacrificados a fogueira, num ritual necromante, para imprimir na alma do mundo, um medo à magia, ao conhecimento dos povos naturais.


Os bruxos e bruxas foram mortos, seu saber, perseguidos e quase extintos porque falavam de uma realidade viva, de uma natureza viva e consciente e assim, os caminhos que propunham eram caminhos onde a tecnologia viria na forma de uma tecnologia branda.

Por isso nos chamamos Bruxos e Bruxas, por isso temos caldeirões e colheres de pau, pilões, vassouras e outros instrumentos que usamos para tecer nossas magias, porque nestes simples ato deixamos nossa condição isolada e nos irmanamos em vasta corrente que além do tempo e espaço conectada está com a mãe terra.
Pois em cada ato mágico, ritualizamos uma onda de energia onde vence tempo e espaço e toca nossos antepassados espirituais enquanto ardem na fogueira dos conquistadores, com nossa magia viva hoje lhes dizemos:

"Coragem, vencemos!"

http://br.geocities.com/abruxaevora/bruxosebruxas.html

A BRUXA DE ÉVORA

.


Évora viveu em Portugal entre os anos de 1700 a 1800, acredito que não é "Évora" e sim Nanaime que é a essência da magia de Évora que foi apenas mais um dos corpos que Nanaime viveu.

O nome Évora não era o seu nome, ficou assim conhecida, pois vivia na cidade de Évora. Como ela morreu?

Évora morreu como sempre morre, traída pela parte que lhe é mais frágil o coração, o que continuará acontecendo vida após vida até que seja quebrado o que não se deve mudar.

Vou contar uma pequena história sobre os motivos de morte de Nanaime, a alguns milhares de anos quando a magia ainda era forte e homens viviam entre deuses, Nanaime fez-se apaixonar por um homem deus não me recordo perfeitamente o seu nome, pois tantos deuses já morreram e tantos outros já foram criados de tempos em tempos, isso ocorreu nas terras altas e o semideus a quem ela decidiu ser a mulher era um guerreiro, acredito que Normando, mas não posso afirmar com exatidão ele portava uma espada sagrada e podia controlar os ventos .

Nanaime tinha um grande plano, como era mortal decidira se unir a um semideus para ter uma cria que se manteria durante toda a eternidade, por ser uma senhora da magia sabia que para ter o amor verdadeiro teria que amar realmente, fez o que deveria ser feito e a partir desse momento passou a amar o semideus.Sua vida em conjunto durou alguns anos e mesmo amando esse senhor ela não conseguia gerar a sua cria.

Fez de tudo para que fosse gerado um filho, mas nada acontecia, e seu esposo como deus tinha suas responsabilidades e sempre estava excursionando por mares a serem descobertos.

Nanaime antes que seu marido fosse de volta aos mares tirou um pouco do seu sangue e ofertou a uma deidade proibida requisitando que lhe fosse dado um filho.

O filho foi concebido três meses após a saída dele em uma jornada, mas o filho era dele mesmo, mas Nanaime não tinha como comprovar a sua fidelidade.

Ele voltou, Nanaime esta preste a ter o filho, ele condenou Nanaime a morte por adultério e logo após o nascimento de sua filha foi morta por ele e seu corpo foi cortado em varias partes por sua espada e seus membros jogados ao mar, sua filha foi banida até os 14 anos quando foi morta e enterrada aos pés de uma arvore sagrada para que de lá sua alma nunca mais pudesse escapar.

Essa é a primeira historia de Nanaime, bem resumida é claro, pois muitas outras coisas ocorreram entre ela e sua filha.

Que poder tem Nanaime para trazer a história sempre para o presente?

Nanaime é uma essência da magia sempre ressurgida para restaurar o poder da magia, mesmo que em pequena escala, mas a magia é eterna e com isso as pessoas que fazem parte da magia ou de sua herança sempre recebem esta qualidade de "ser da magia" mesmo a magia estar sem poder ha sempre algo que a faça ressurgir e estas pessoas envolvidas pela antiga historiam sempre tendem a novamente vivenciá-la mesmo sendo em pequena escala ou grau inferior, mas as coisas sempre ocorrem para se garantir um fim.

Nanaime esta buscando um fim para o que iniciou e reconhecimento pelo que já alcançou.

Mas quem pode explicar a magia.

http://br.geocities.com/abruxaevora/bruxadeevora.html

SONHOS REAIS

.

.




Natalie Wright e Ben Floeter formam um casal crafter cheio de estilo. Eles vivem com o gato Olive numa pequena casa construída em cima de uma árvore, na floresta de Wisconsin, centro-oeste norte-americano. O casal tem conquistado grande sucesso no mundo craft com a Suddenly, It’s Real!.

Ben trabalha com marcenaria e cria lindas peças em madeira como iô-iôs, chaveiros de parede, placas e outros objetos artísticos. Natalie trabalha com tecidos e costura. Sua nova coleção de aventais vintage Nacymom são incríveis!

O casal é bem-humorado. Numa entrevista ao site Etsy (um portal mundial de vendas de produtos craft e vintage), eles contam que se apaixonaram quando o veleiro “Beja Flor” de Natalie naufragou numa pequena ilha no Pacífico Sul e Ben era o único habitante humano daquele lugar! Como eles promovem seu trabalho morando numa floresta? Ben responde que é através do skype, pombos correios, sinais de fumaça, códigos secretos, mensagens subliminares, código morse, pintura corporal, só para citar alguns meios de comunicação.

Quando perguntados sobre o que fazem quando não estão criando, eles respondem: Gastamos a maior parte do nosso tempo kicking ass e dentre outras coisas, andando de bicicleta, ao menos quando não está vinte graus abaixo de zero!

Ben e Natalie, que já vieram ao Brasil duas vezes, sonharam com o dia em que seus trabalhos caminhavam unidos ao seus estilos de vida, e… “De repente, é real!”. É mesmo.



http://gatopreto.ciberarte.com.br/crafts/1159/suddenly-it%e2%80%99s-real.html

SOB O MANTO DA DEUSA

.


Sempre que me perguntam a diferença entre bruxa e sacerdotisa, dou a mesma resposta:

A bruxa é aquela que conhece a Antiga Magia e usa seus conhecimentos em benefício próprio.

A sacerdotisa é aquela que conhece a Antiga Magia e usa seus conhecimentos em benefício do Todo.

Todos temos os dois lados e todos, absolutamente todos, exercemos os dois lados.

Mas os dias andam mais estranhos do que de costume.

Mais egoístas do que de costume.

Mais difíceis de viver do que de costume.

Todos temos contas a pagar, filhos para criar, trabalhos para realizar... e quase nunca é fácil dar conta de tanto.

Quando nos sentimos em dificuldade, corremos para nossos altares e dobramos nossos joelhos em súplicas. Do mesmo modo que enchemos nossos calderões com muitas ervas, essências, especiarias... tudo para que nossos conhecimentos mágicos possam contribuir para uma situação na qual estamos vivendo, ou desejando viver.

Somos seres humanos, repletos de necessidades.

Necessidades.

A DEUSA é a Grande Mãe de todos nós.

Independente da face - DONZELA, MÃE, ANCIÃ -, ELA é sempre a nossa Protetora, a nossa Mãe.

E, como Grande Mãe, se preocupa e zela por todos os Seus filhos.

Sacerdotisas e sacerdotes são os trabalhadores da DEUSA.

Pessoas que decidiram entregar suas vidas a um objetivo maior.

Mas o mundo e suas cobranças nos fazem esquecer disso.

Nos fazem esquecer de que precisamos nos doar em benefício do Todo - e trabalhar voluntariamente em benefício do Todo.

Muitos irmãos esquecem dos propósitos sacerdotais e seguem lutando a batalha da vida com força, honra, garra e empenho. Com grande bravura.

Mas esqueceram dos propósitos sacerdotais.

Outros irmãos buscam no sacerdócio algum tipo de status, algum tipo de poder que os elevaria socialmente ou os manteria em suas altas rodas.

Também esqueceram dos propósitos sacerdotais.

Sacerdócio é serviço.

Servimos a quem, então, exceto nós mesmos?

Todas as pessoas do mundo - sacerdotes ou não - podem contribuir com o Todo.

Todos podem reservar algum tempo de suas vidas para a realização de uma atividade voluntária.

Todos.

Mas o que esperar de sacerdotes?

Ou melhor...

Como explicar à DEUSA o que estamos fazendo em prol de Seus filhos? Em prol da evolução dos seres? Em prol da continuidade da vida?

Como explicar à DEUSA que, sim, somos Seus sacerdotes, mas que estamos concentrados demais em nossos mundos para ceder algum tempo em benefício de todos aqueles que estão sob Seu sagrado manto?

http://brigitawen.blogspot.com/2009/02/sob-o-manto-da-deusa.html

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

PAGANISMO E CRISTIANISMO CELTA

.

.


Quem pensa na fé irlandesa moderna, logo direciona sua mente para o catolicismo - religião oficial daquele país.

Mas isso não é novidade.

As ruínas de igrejas cristãs possivelmente construídas entre os séculos VI e IX - como as ruínas de Skellig, no Condado de Kerry - se espalham por toda a Irlanda.

Ao mesmo tempo, quem pensa na fé irlandesa antiga, logo direciona sua mente para o politeísmo, o druidismo, o paganismo.

Sendo assim, no que acreditavam os celtas?

Uma complexa transição entre a fé pagã e a fé cristã aconteceu desde o advento do cristianismo e sua entrada em solo europeu.

É preciso lembrar que, até então, o cristianismo era apenas uma fé de poucos, nascida no continente africano e tentando ganhar espaço entre religiões mais antigas que a própria presença do Homem na terra.

O território celta era extenso e poderoso.

A conexão de seu povo com a fé sempre foi total e irrestrita.

Sacerdotisas e sacerdotes em meio à Natureza, colaborando para a evolução do Todo.

DEUSES reverenciados à luz da LUA e à luz do SOL, com a mesma força, a mesma energia, a mesma entrega.

Místicos bosques - que recebiam o nome de Nemeton -, grandes planícies, círculos de pedra, beira-mar...

Os DEUSES estavam por toda parte, em cada mínima partícula da Criação - e deveriam ser honrados e celebrados em toda parte, em cada mínima partícula da Criação.

A fé cristã nasceu da fé hebraica, que sempre edificou templos em honra a seu DEUS.

Era natural que os seguidores do CRISTO - que jamais fez menção sobre a diferença de crenças entre os povos, muito pelo contrário - também edificassem templos em sua honra.

Mergulhar no seio espiritual europeu não era tarefa fácil.

Difundir uma nova religião, muito menos.

A fim de conquistar seguidores celtas para a fé cristã, muitos dos DEUSES pagãos foram "transformados" em santos pela igreja.

O maior exemplo é em relação à Grande Mãe da Nação Celta, DEUSA BRIGIT, que tornou-se Santa BRIGIT de Kildare da noite para o dia.

BRIGIT sempre foi venerada e adorada em toda extensão territorial dos celtas.

Era impossível tentar um mergulho em sua cultura sem colocá-La em um pedestal - e os cristãos recém chegados sabiam disso.

Mas o que fazer com DEUSES que abençoavam o sexo, tão açoitado pelo cristianismo?

O que fazer com DEUSES que abençoavam o vinho, o êxtase?

Não havia lugar para ELES entre os dirigentes do cristianismo.

A solução encontrada pelos novos habitantes da Europa foi transformá-Los em seres de imagem duvidosa e obscura.

A cura também não podia ser difundida entre os meros mortais. Sendo assim, todos aqueles que insistissem em passar adiante seus conhecimentos herbários, eram excluídos e condenados à morte.

Muitos DEUSES foram, ainda, rebaixados à condição de heróis do Povo Celta, quando as escrituras sagradas foram reescritas em mosteiros católicos da Irlanda e da Bretanha.

Séculos de dor e derramamento de sangue inocente separam os dias de hoje do reinado celta, em Hill of Tara.

Mas, ainda que a fé oficial irlandesa seja o catolicismo, há uma convivência pacífica entre o antigo e o novo mundo - paz que, infelizmente, não é encontrada em tempos modernos entre católicos e protestantes, nas tragédias pelas ruas de Belfast, Irlanda do Norte.

A extinção da "Lei de Caça às Bruxas" na Inglaterra - que se manteve atuante até meados do século passado - trouxe uma nova aurora para um povo que sempre se dividiu entre seus próprios costumes e os costumes de uma fé adquirida.

Claro que a extinção burocrática de tal lei não extinguiu o preconceito sobre as práticas mágicas dos celtas. Mas nada melhor que o Tempo - um dos DEUSES mais justos que conheço - para acalmar os ânimos, aparar as arestas e entrelaçar as mãos.

Hoje em dia, os Festejos de Saint Patrick são tão celebrados na Irlanda quanto os Festejos de Lughnashad. E essa harmonia que vem se restabelecendo é, certamente, um grande presente para todos nós, pagãos e cristãos, seres humanos.

Se aprendermos mais com exemplos como estes, dos celtas, vamos encontrar soluções para muitos outros impasses filosóficos - como o de judeus e muçulmanos -, raciais, culturais.

Esta é a Era de Aquário.

O tempo em que vale o AMOR pelo próximo e a sintonia com o Todo.

Próximos não são iguais.

Próximos são, tantas e tantas vezes, infinitamente diferentes.

Mas, mesmo com todas as diferenças, ainda assim, são próximos.


Por LYDIAH
Escritora, Narradora, Pesquisadora Celta e Numeróloga

http://www.templodeavalon.com/modules/articles/article.php?id=37

O FEMININO NA SOCIEDADE CELTA

.



O que sempre me encanta nos mitos e na história dos celtas são os freqüentes relatos sobre mulheres ruivas, altas, tão lindas quanto valentes, urrando gritos de guerras num campo de batalha, bradando suas próprias espadas ao lado de e contra homens tão fortes quanto elas.
Nas tribos celtas, as mulheres ocupavam posições tidas como essencialmente masculinas por civilizações vizinhas como a grega e romana. O fato de elas lutarem como guerreiras não anulava a beleza e menos ainda a feminilidade da mulher celta. Ser guerreira era algo nobre, mas não impedia que esta mesma mulher fosse também sensual ou mãe, pelo contrário, a força e a delicadeza aliadas eram exatamente o seu diferencial, eram as características que faziam dela uma pessoa segura, intrépida e apaixonante. Existem várias facetas, muitas vezes contrastantes, que coabitam o mesmo
espírito de uma mulher celta.
.

BOUDICCA

A história de Boudicca, rainha da tribo Iceni, comprova isso.
Com a morte de seu marido, o rei Prasutagus, Boudicca passa a chefiar sua tribo que não estava nenhum pouco disposta a ceder ao domínio romano. Ao tentar resistir, Boudicca é capturada, açoitada e ainda obrigada a presenciar suas duas filhas serem estupradas por uma porção considerável de soldados romanos. Dignamente a rainha se retira dos domínios do inimigo com suas filhas
jurando vingança. Com toda a fúria que somente uma mulher de espírito celta poderia ter, assumiu não só o controle dos Iceni, mas também da tribo vizinha, os Trinobantes. Juntos, varreram pelo menos dois povoados romanos na Grã-Bretanha, Camulodunum (atual Colchester) e Londiniun (atual Londres).
Os romanos só conseguiram vencer os destemidos guerreiros e guerreiros celtas após muitas batalhas sangrentas. Foram obrigados a criar novas estratégias
e aumentar seus exércitos. A história registra que Boudicca preferiu a morte ao domínio romano e partiu para o outro mundo clamando por Andraste, a deusa celta invencível.
O conflito entre Boudicca e os romanos foi relatado em 2003 no filme "A Rainha da Era do Bronze". Uma excelente produção, mas infelizmente pouco conhecida pelo grande público no Brasil.
Um conceito marcante e recorrente na cultura celta é a relação intrínseca entre a soberania da Terra representada pela rainha de um povo. Quando os soldados romanos humilharam Boudicca e suas filhas, não era somente a honra delas que estava sendo duramente ferida, mas a honra de cada Iceni. Agredir física ou moralmente uma rainha era o mesmo que manchar a soberania da Terra.

A história de Boudicca me fez perceber que o que alimentava a coragem e ousadia da mulher celta era justamente o respeito e a confiança que o povo tinha na figura feminina. Arrisco afirmar que ela só conquistou várias vitórias sob os romanos por que sua tribo se deixou liderar por suas palavras e estratégias de coragem. Nenhum de seus guerreiros excitou em seguir uma mulher, como seria passível de acontecer em outras culturas já impregnadas de conceitos machistas.
.
.MORRIGHAN


É fácil compreender a confiança que os celtas depositavam em suas guerreiras ao sabermos que muitas das deidades ligadas à guerra são femininas. A mais conhecida com certeza é deusa Morrighan, ou a Grande Rainha. Podemos afirmar que muito mais do que uma deusa protetora de guerreiros e guerreiras, Morrighan era sua musa inspiradora. Isso soa um pouco estranho para nós, acostumados apenas com musas inspiradoras da arte, da música e da literatura.

Retomando o que foi dito logo no início deste texto, temas aparentemente contraditórios se entrelaçavam e até mesmo se complementavam na cultura celta.
Tendo isso em mente pescamos mais ponto marcante entre os celtas: equilíbrio entre luz e sombra.

A partir daí fica mais fácil compreender porque a presença de Morrighan era garantida nos momentos que precediam as batalhas. Ela fazia suas aparições
como uma exuberante mulher, armada com lanças e recitando poemas que desafiavam e incitavam os grandes chefes e reis dos Tuahta de Dannan a conquistar as vitórias absolutas. Arrisco dizer que Morrighan conferia uma certa beleza nestes momentos de pura tensão. Ao final dos confrontos, Morrighan também comparecia, porém assumia sua outra faceta, a de implacável Deusa da morte. Ela adquiria a forma de um corvo para poder desfrutar da carne dos que haviam tombado sem fazer distinção entre corpos de inimigos ou aliados. Devorava ambos.
Essa mesma Morrighan não hesita em fazer amor com Dagda conhecido como o Bom Deus entre os celtas, após usar seus dotes proféticos para fornecer para Dagda, importantes informações sobre uma batalha que ocorreria no dia seguinte. É importante dizer que o casal consuma o ato no vau de um rio tomado por corpos ensangüentados dos que morreriam no confronto do dia seguinte. Mais uma vez temas ilusoriamente opostos como o amor e a morte se unem.

A liberdade sexualmente não se restringia apenas às deusas, mas também as mortais celtas. Citando o autor clássico Diodorus Siculus: "elas geralmente cedem sua virgindade a outros e isso não lhes parece indigno; mas sentem-se ultrajadas quando algum homem recusa-se a aceitar seus favores".
.


MAEVE

Maeve, "aquela que intoxica", era uma temida rainha na Irlanda. Ela própria disse para um de seus vários maridos que jamais se deitou com um homem sem que outro aguardasse nas sombras.
Com base nas Leis Brehon, conjunto de leis transmitidas oralmente na Irlanda, se uma mulher se sentisse insatisfeita sexualmente no casamento, poderia deixar a relação a qualquer momento.
Costumo dizer que estamos alguns séculos atrasadas pois só recentemente conquistamos essa liberdade e controle sobre nossas vidas conjugais e sexual e mesmo assim com algumas ressalvas. Mas não era somente durante as batalhas ou na cama que as mulheres celtas mostravam seu poder e força. Há vários relatos de autores clássicos sobre as druidas, ou druidesas. Assim como os druidas do sexo masculino, as druidesas exerciam não só a função
de sacerdócio espiritual, como detinham também poderes jurídicos e conhecimentos mágicos de cura. Como bem definiu o autor clássico Pomponiu Mela, os druidas são mestres em muitas artes. O respeito das mulheres celtas foi conquistado até mesmo pelos gregos e romanos que admiravam sua beleza, fertilidade e coragem.

Termino este breve texto dizendo que hoje sinto sutilmente o espírito da mulher celta vibrando entre nós. Tenho que ser firme como uma guerreira no
trabalho, ou então fluente e convincente como uma poetiza numa reunião de negócios. Eficiente e mantenedora no meu lar. Quente e amável com meu marido.
E tudo isso tem que caber dentro de uma só mulher. Na minha opinião o que falta para nós mulheres nos sentirmos de fato uma heroína celta é obter o respeito merecido da sociedade atual.

Kiki Garcia

Kiki Garcia é jornalista e membro do "Caer Piratininga", primeiro Grove (Grupo Druídico) brasileiro afiliado à Druid Network International. Foi uma das mulheres participantes do Círculo 2006 do curso Espiritualidade Feminina (coordenado por Patrícia Fox)

http://www.heramagica.com.br/feminino_celta.htm

MARIT DE MAGDALA

.


"Eu sou Maria Madalena. Talvez me conheçam, mas poucos de vocês sabem quem sou na realidade, ou quem fui. Pois sim, fui a companheira do que se chamou Yeshua Ben Josef. E sim, há muitas histórias a respeito de nós e de nossas vidas. Ambos fomos Avatares da Nova Era da Consciência "Crística", mas os que escreveram essas histórias estiveram influenciados por suas crenças de que a única experiência importante era a masculina, e por isso a vida do Avatar Feminino, Maria Madalena, foi negligenciada e esquecida.

Mas foi necessário que, para equilibrar a futura Idade Dourada, nascesse um Avatar de cada sexo, e que eles se unissem como companheiros, criando os perfeitos Modelos das Funções para a Futura Era de Luz! E assim foi!
Nasci em uma família normal de Israel, mas eu nunca fui "normal". Levava em meu interior a Chama Sagrada do Feminino Divino do momento em que fui concebida como humana. Nasci como uma perfeita Menina "Crística". Fui a “filha” encarnada da Mãe Divina.

Igual a Yeshua, fui treinada pelas mulheres nos ensinos secretos dos Essênios. Como ele, eu era um grande prodígio pelo meu saber e conhecimento das antigas artes da sabedoria das mulheres que estava bem alem dos meus anos.
Sim, queridos, fui treinada para que fosse a Guardiã da Chama Sagrada da Sabedoria das Mulheres, o poder do Feminino Divino.
E esse segue sendo ainda meu papel e meu trabalho neste momento. Venho à vocês porque a Terra Ascendida esta uma vez mais preparada para dar as boas-vindas ao Avatar Feminino: as filhas da Mãe Divina.
Há muitas entre vocês que estão preparadas para receber o treinamento do Espírito, porque já alcançaram o nível de consciência que lhes permitirá ser o que eu fui: a portadora da Chama da Mãe Divina.

E que poderosa é esta chama: - é puro Amor Incondicional, e se expressa em todos os níveis, incluindo o físico e o sexual.
Sim, queridas irmãs, agora que o raio Laranja-Rosa do Amor Divino banhou o seu ser, limpando e liberando milhares de anos de abuso e de repressão mental, emocional e sexual, vocês já estão esclarecidas e são livres para expressar a Chama Divina através de seus corpos.

Os ensinamentos do Feminino Divino são o Êxtase e a Unidade - o direito de nascimento de toda mulher. E o direito às habilidades e a sabedoria que permitirão que toda mulher expresse seu Êxtase e sua Alegria através de uma relação que será uma União Sagrada, uma expressão de sabedoria espiritual e de amor incondicional.
Esta união apaixonada do sexual e do espiritual é o que conduziu a remoção da história de Maria Madalena e sua União Sagrada com a Yeshua Ben Josef das histórias que comemoram a vida da Yeshua.

Sim, chamaram-me "prostituta" e "impura", pelo meu conhecimento dos dons do êxtase sexual. Que triste foi que o caminho do Feminino Divino não fosse honrado ao mesmo tempo que o caminho do Masculino Divino representado por Yeshua. De fato, essa omissão conduziu à distorção da verdade a respeito de nossas vidas. Porque o verdadeiro caminho do Avatar não foi o sofrimento e o martírio. Essa foi uma interpretação posterior feita por quem tinha outros planos. O verdadeiro caminho do Avatar foi criar uma direção para o Êxtase e a Unidade através do Amor Incondicional. E foi alcançado por nós! Foi esta realização que agora nos permite que levemos à vocês os ensinos da União Sagrada e os caminhos do Feminino Divino e do Masculino Divino.


Esta foi a maior realização de nossas vidas, e essa Alegria e esse Amor é o que queríamos transmitir como nosso legado, não o sofrimento nem o derramamento de sangue das incontáveis guerras e cruzadas disputadas em um entendimento errôneo da natureza da energia Divina Masculina e do caminho de Yeshua!

Queridas irmãs, à medida que a consciência abandonou seu planeta, foram levadas a acreditar que era bom que se desconectassem de seus corpos e que reprimissem sua sexualidade e seus desejos. Foram ensinadas a desconectar o espiritual do sexual, e assim perderam a Alegria e o Êxtase da união.

Ensinaram-lhes que essa repressão era um "serviço" e que era aprovada por Deus. E assim, sofreram e ficaram iradas e sem poder, e assim ainda estão muitas de vocês.
Queridas irmãs, é hora de elevar sua consciência novamente e ver que seu corpo é o Templo de sua Alma e de seu Espírito. É um corpo de Fêmea, um corpo de mulher, e é o Templo do Feminino Divino.

Esta é uma energia poderosa e sagrada, uma chama da energia Solar Feminina que lhes permite experimentar a energia da Fonte como uma Grande Mãe. Mas também lhes permite experienciar o êxtase de uma relação entre Chamas Gêmeas na qual se reunem o Divino Feminino e o Divino Masculino à serviço da Fonte e de seu Amor por Tudo O Que É!

Há muito a ser compartilhado sobre o conhecimento do caminho do Feminino Divino, e com entusiasmo esperamos compartilhar este Amor com vocês nos próximos tempos. Mas permitam-me terminar onde comecei. Quando aprenderem quem sou, descobrirão que sou uma parte de vocês: a Mulher Crística ou "Cristal" da Nova Terra.

autora e canalizadora: Celia Fenn - todos os direitos reservados
(ao copiar este texto mantenha a integridade do conteúdo e os créditos da autora)

http://femininoessencial.blogspot.com/2008/10/marit-de-magdala-canalizao-de-celia.html

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

OI ESTRANHO!

.



Oi estranho!


Sim, é com você mesmo que falo!


Você que é um estranho para mim... às vezes, penso: "será que foi sempre assim?" "será que fomos sempre estranhos um para o outro?"


Não sei... penso que existe uma parte de mim em você... assim como existe um pedaço seu em mim. Mesmo entre os mais estranhos, parece haver algo em comum.


Somos estranhos, talvez sempre tenhamos sido e talvez sempre seremos. Talvez sejamos estranhos até de quem mais conhecemos e, pensando assim, podemos ser estranhos para nós mesmos...


Isso não é bem assustador... creio que é triste.


No entanto, temos muito em comum, em nossa estranheza recíproca. Talvez sonhos e metas sejam diferentes... mas a dor que te derruba, também me derruda.. e a força que te mantém, também me matém. Somos estranhos em pensamentos e ações... mas talvez não sejamos estranhos no que nos move, no que nos aflige, atormenta, estimula e amedronta...


Somos estranhos até nossa morte, mas a morte, no fim, é a mesma... mesmo diferente.. o fim é o mesmo.


Nossa estranheza nos aniquila igualmente. Nossa vida é aniquilada por sonhos estranhos, por desejos estranhos, por esperanças estranhas.


Você, querido estranho, me é tão estranho quanto eu mesma sou a mim.


Você é meu estranho e eu sou sua estranha e sou estranha de outrem assim como outrem é meu estranho e... por que não? meu similar...


Somos estranhos similes e similes estranhemente familiares...


Posso nunca ter te visto, posso já ter te visto.. Posso nunca ter falado com você e posso ter falado com você exaustivamente... Com que parte sua falei ou não falei? Que parte sua continua e vai sempre continuar sendo estranha a mim? E que parte sua é meu similar? Meu diametralmente oposto e complementar?


Somos e sempre seremos estranhos.


Mas talvez seja isso que nos torne cativos um ao outro. Sempre.

http://kafkanomundodevangogh.blogspot.com/2009/02/oi-estranho.html

domingo, 22 de fevereiro de 2009

DE MULHER PARA MULHER

.


Pois é amiga,
Confesso que já fui
Sexualmente reprimida
Já dei por amor
Já dei por piedade
Dei como favor
Também por saudade
Até por amizade
De um jeito maternal
Meio fraternal
Hoje estou mais leve
Mais solta,sabida
Pra mim sexo
Tem que ser sublime
Não ser um fim
Que se redime
Num mágico amplexo
Tem que ser sem preconceito
Fora do tempo
Do espaço,do leito
De um jeito
Que me leve ao infinito
Ao banquete dos anjos
Que seja um grito
Um hino de arcanjos
Uma dança em espiral
Sexo pra mim
Não é carnaval
Nem festa sem fim
Nem negócio bem sucedido
Pois é amiga,tem que haver
Quem me conquiste com pedidos
Com perfume de rosas
Afeto e sonhos divididos
Soa antigo?
Sou antiga
Já fui santa
Fui bandida
Fui senhora
E cortesã
Já fui bruxa
Fui queimada na fogueira
Fui inteira
Fui metade
E hoje sou assim
Sem idade
Senhora de mim
Quero um parceiro
Por inteiro
Que me deixe sonhar
Ser,estar
Num ato pleno
Já tomei do meu veneno
Minha cachaça,meu porre
E sinto que hoje me escorre
Por entre os dedos
Todos meus medos
Da lama,da cama,da alma
Que está lavada
Pura,uma menina
Uma deusa cristalina
Desperta,repleta
De porta aberta
À terra,aos céus
Pois é amiga,estás sorrindo?
Já tirei todos meus véus
Sou filha de Ísis
Já enfrentei as minhas crises
De idade
De identidade
Estou sóbria,sólida
Sã,sabida,sanada
E como diz o ditado
Antes só do que mal acompanhada!
Se ainda quero?
Claro que sim
Sem princípio,meio
Ou fim
Me perder entre as estrelas
Cometas,constelações
Unir dois corpos
Dois corações
Amiga,ai de mim!
Existe alguém assim?

Porto Alegre,22/02/2009

INVOCAÇÃO DA UNIFICAÇÃO DOS CHAKRAS

.


Esta invocação deve ser feita todos os dias pela manhã, antes de começarmos nossas atividades.

INVOCAÇÃO DA UNIFICAÇÃO DOS CHAKRAS

Eu inspiro Luz, Através do centro do meu coração,Tornando o meu coração, Uma linda bola de luz, Que me permite expandir.
Eu inspiro Luz,Através do centro do meu coração, Deixando que a Luz se expanda, Envolvendo o meu chakra da garganta, E o meu chakra do plexo solar, Para formar um campo unificado de Luz, Dentro,
através e em volta do meu corpo.

Eu inspiro Luz, Através do centro do meu coração, Deixando que a Luz se expanda, Envolvendo o meu chakra da testa, E o meu chakra do umbigo, Para formar um campo unificado de Luz, Dentro, através e em volta do meu corpo.
Eu inspiro Luz, Através do centro do meu coração, Deixando que a Luz se expanda, Envolvendo o meu chakra da coroa E o meu chakra da base Para formar um campo unificado de Luz Dentro, através e em volta do meu corpo.

Eu inspiro Luz, Através do centro do meu coração, Deixando que a Luz se expanda, Envolvendo o meu chakra Alfa (Vinte centímetros acima da minha cabeça) E o meu chakra Ômega (Vinte centímetros abaixo da minha coluna) Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo.
Deixo que a Onda de Metraton, Se mova entre esses dois pontos.
EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz, Através do centro do meu coração, Deixando que a Luz se expanda, envolvendo o meu oitavo chakra (Acima da minha cabeça) E a parte superior de minhas coxas, Para formar um campo unificado de Luz, Dentro, através e em volta de meu corpo.
Deixo que o meu corpo emocional se funda Com o meu corpo físico.
EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz, Através do centro do meu coração, Deixando que a Luz se expanda, Envolvendo o meu nono chakra (Acima da minha cabeça) E a parte inferior de minhas coxas, Para formar um campo unificado de Luz, Dentro, através e em volta de meu corpo.
Deixo que o meu corpo mental se funda, Com o meu corpo físico.
EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz, Através do centro do meu coração, Deixando que a Luz se expanda, Envolvendo o meu décimo chakra (Acima da minha cabeça) E (indo) até meus joelhos, Para formar um campo unificado de Luz, Dentro, através e em volta do meu corpo.
Eu deixo que meu corpo espiritual se funda, Com o corpo físico, Formando o campo unificado.
EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz, Através do centro do meu coração, Deixando que a Luz se expanda, Envolvendo meu décimo primeiro chakra (Acima de minha cabeça) E a parte superior da barriga de minhas pernas, Para formar um campo unificado de Luz, Dentro, através e em volta do meu corpo. Eu deixo que a Mente Suprema se funda, Com o campo unificado.
EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz, Através do centro do meu coração, Deixando que a Luz se expanda, Envolvendo meu décimo segundo chakra (Acima da minha cabeça) E a parte inferior da barriga de minhas pernas, Para formar um campo unificado de Luz, Dentro, através e em volta do meu corpo. Eu deixo que a Mente Crística Suprema se funda, Com o campo unificado.
Eu Sou uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz, Através do centro do meu coração, Deixando que a Luz se expanda, Envolvendo meu décimo terceiro chakra (Acima da minha cabeça) E meus pés, Para formar um campo unificado de Luz
Dentro, através e em volta do meu corpo. Eu permito que a Mente Suprema EU SOU se funda, Com o campo unificado.
EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz, Através do centro do meu coração, Deixando que a Luz se expanda, Envolvendo o meu décimo quarto chakra (Acima da minha cabeça) E (indo) até abaixo dos meus pés, Para formar um campo unificado de Luz, Dentro, através e em volta do meu corpo.
Eu deixo que a Presença da Fonte se mova, Através do campo
unificado.
EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz, Através do centro do meu coração.
Eu peço que, O nível supremo do meu Espírito, Se irradie
Do centro do meu coração, Preenchendo este campo unificado,
Eu irradio por todo este dia.
EU SOU uma unidade de Espírito.

http://espacoseraphisbey.multiply.com/photos/album/12/12#8

TESTE DE AURA-SOMA

.


Aura Soma
O que é?

Terapia nascida em 1984, na Inglaterra, através das mãos de Vicky Wall. Hoje são 105 frascos contendo óleo e água em diferentes combinações de cores. Um desses 105 frascos é aplicado em determinadas partes do corpo relacionadas aos centros energéticos (chakras) correspondentes à cada cor específica. Nesse processo, a pessoa é o seu próprio terapeuta porque vai observando diariamente, as transformações que vão ocorrendo em suas emoções, mente, corpo e espírito. O objetivo de Aura-Soma é revelar, cada vez mais, a verdadeira natureza do ser e libertá-lo das possíveis prisões mentais.

Princípio hermético

Os egípcios, os essênios, os caldeus e outras civilizações trabalharam terapeuticamente com as cores. Esse conhecimento sobreviveu ao longo dos séculos. Hoje, o tempo está acelerado e a quinta raça, no seu quinto nível, precisou acessar essas informações para poder transformar a sua vibração física, energética, emocional e mental para superar os desafios do século 21.

Sobre Vicky Wall

Nasceu em 1918 e desencarnou em 1991. As pessoas que conviveram com ela dizem que Vicky era alegre, aberta a novos conhecimentos e que havia recebido intuitivamente, do pai, as informações sobre todo o sistema Aura-Soma. Quando perguntavam à Vicky sobre essa "nova" terapia ela dizia que Aura-Soma não tem nada de novo. Ao contrário, trabalha com princípios eletromagnéticos que existem há milhões de anos e foram, inclusive, usados pelos povos de Lemúria e Atlântida. “Na verdade eu apenas dei uma roupagem nova a esse conhecimento”, revelava Vicky.

Aura-Soma é uma terapia baseada no poder de cura das cores, que podem revelar o estado de espírito das pessoas.

Deixe-se absorver pelo intenso colorido dos frascos. Elimine todos pensamentos, use sua intuição e escolha quatro frascos. Cada um deles possui uma simbologia que pode lhe ajudar a compreender o seu momento e a sua missão nesta vida.

Escolha quatro frascos e clique em cima para saber o que está reservado para você.

O primeiro:Sugere sua missão e potencial nessa vida.

Meu resultado:
RESGATE ESPIRITUAL

Tema principal: Ajuda a transferir profundas visões interiores intuitivas para a vida prática cotidiana

Chacra: Coroa

Aspectos positivos da personalidade:

Emocionalmente equilibrado. Corre atrás da verdade no que se relaciona aos assuntos espirituais. Tem capacidade sensitiva e de cura. Pode deixar o corpo durante o sono (experiências fora do corpo) e executar trabalhos de cura em áreas de crise - com a maioria das pessoas, isso acontece inconscientemente. Por isso, com freqüência você deve se sentir mais cansado ao acordar de manhã do que antes de dormir.

Aspectos da personalidade que podem ser trabalhados:

Tende a se ocupar demasiadamente com assuntos espirituais. Pode também haver tendência à insensatez, à auto-ilusão e ao descontrole. Você sente a falta de amor próprio e necessita ser curado

Frase: "Eu amo a vida. A vida me ama"

O segundo: Revela o seu principal desafio e suas maiores dificuldades.
Meu resultado:

04
GRUTA DE CRISTAL

Tema principal: A busca individual da verdade

Chacra: Coração

Aspectos positivos da personalidade:

Você é uma pessoa altruísta. Está em contato com o seu subconsciente e voz interior. Descobre os segredos escondidos da vida e pode interpreta-los. Talentos criativos para pintura e poesia. Compreensão da filosofia. Ocupa-se com questões relativas à humanidade. Um ser humano desenvolvido que possui capacidade de falar de uma perspectiva universal

Aspectos da personalidade que podem ser trabalhados:

Possui forte tendência à auto-ilusão e, às vezes, mente e engana os outros. É ciumento e pode até fazer mexericos. Não tem consciência dessas fraquezas

Frase: "Em busca da verdade, ouço minha voz interior"

O terceiro: Diz sobre o que está fazendo hoje e, como vem percorrendo seu caminho.
Meu resultado:

26
RESGATE DA ENERGIA

Tema principal: Obter energia para curar

Chacra: Base

Aspectos positivos da personalidade:

Pessoa que injeta energia nos outros. Alguém que devota suas energias sexuais ao crescimento da consciência. Superou dificuldades sexuais. É capaz de curar com energia (exemplo: shiatsu, acupuntura etc.). É inteligente em questões de dinheiro e também sabe administrar o tempo. Pode lidar facilmente com questões que são difíceis para os outros

Aspectos da personalidade que podem ser trabalhados:

Tem grandes problemas com a sexualidade. Todos obstáculos estão relacionados a essa área. Também tem dificuldades em administrar questões cotidianas. Pode ficar com raiva e fica se justificando o tempo todo. Se machucar alguém, tende a explicar suas ações

Frase: "A energia segue a intenção"

O quarto: Lhe dá informações sobre suas perspectivas futuras.
Meu resultado:

SERPHIS BEY

Tema principal: Purificação e desintoxicação em todos os níveis

Chacra: Todos os Chacras

Aspectos positivos da personalidade:

Um filósofo com fortes ideais pessoais. Viu muito e também compreendeu muito. Entende o conflito, a dor e o sofrimento. Tem uma visão clara das mais variadas coisas e dos diferentes níveis de problemas. Possui acesso ao conhecimento universal. Pode também ser um "guerreiro do arco-íris", isto é, tem potencial e força para despertar o arco-íris interior, que significa equilibrar todos os Chacras e tê-los plenamente à disposição

Aspectos da personalidade que podem ser trabalhados:

Agarra-se às instituições do passado. Sempre se sente despreparado e fica desconcertado em eventos inesperados. Obcecado e atormentado, dá atenção demais aos detalhes. Sofre tremendamente. Suas lágrimas desgastaram as cores de sua vida

Frase: "Se rio ou choro, vejo o arco-íris em minhas lágrimas"

Eu gostei muito do teste;quem quizer fazer:

http://espacoseraphisbey.multiply.com/photos/album/51/Teste_de_Aura_Soma

sábado, 21 de fevereiro de 2009

SOBRE A GLÂNDULA PINEAL

.


O materialismo não tem prova científica.
A matéria é invisível.
A pineal é um censório que transforma onda magnética em neuro-químico.
Nós temos 21 tipos de órgãos dos sentidos.

Essas afirmações são feitas pelo neuro-cientista e espiritualista Dr. Sérgio Felipe de Oliveira numa palestra muito interessante dada numa importante universidade brasileira - USP.

(...)Se um paciente lhe perguntasse se o seu problema é espiritual ou orgânico, qual seria a sua resposta?

Não existe uma coisa separada da outra. Eu parto da hipótese de que a pessoa é um espírito. Por isso a influência espiritual tem repercursão biológica e os comportamentos psico-orgânicos têm influência sobre o espírito.

Qual é o caminho para a integração da ciência e da espiritualidade?

O cérebro está, como um embrião, ligado ao coração. Não existe raciocínio sem emoção. Somente a capacidade de amar constrói a verdadeira identidade das pessoas. Somente após a união definitiva entre a Ciência e a Espiritualidade, a humanidade poderá encontrar a paz e o amor.

O entrevistado, Sérgio Felipe de Oliveira, é neuropsiquiatra com mestrado em Ciências pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e diretor da Clínica Pineal Mind de São Paulo.

(...)Tão pequena quanto uma ervilha e na forma de pinha – daí o seu nome –, a glândula pineal é considerada como um terceiro olho, pois tem a mesma estrutura básica de nossos órgãos visuais. Acreditava-se, até há pouco tempo, que era um órgão atrofiado, um olho não desenvolvido, de funções indefinidas. Mesmo assim, despertou o interesse dos cientistas, que descobriram funções relacionadas à física e aos fenômenos paranormais.

Antena Parabólica
Constataram que, como uma antena, a pineal, também chamada de epífise, é capaz de captar radiações eletromagnéticas da lua – que regula ciclos menstruais, por exemplo –, as radiações eletromagnéticas vindas do sol e ainda despertar a produção de certas substâncias neurotransmissoras, que estimulam a atividade física e mental. Também é a glândula pineal que ativa a produção de hormônios sexuais no início da puberdade, iniciando-se assim o ciclo da reprodução humana. Nos animais (sim, ela também está presente neles), capta os campos eletromagnéticos da Terra, orientando as migrações das andorinhas ou das tartarugas, por exemplo. E há ainda funções muito intrigantes relacionadas a esse ponto no centro do cérebro. A pineal é capaz de captar campos eletromagnéticos não apenas desta dimensão, onde vivemos, que é a terceira, mas também de outras dimensões do Universo, acessando campos espirituais e sutis. Segundo a Teoria das Supercordas, da física quântica, existem ao menos 11 dimensões diferentes no Universo e é possível a comunicação entre elas. Em outras palavras: a pineal é capaz de detectar dimensões invisíveis aos olhos comuns, e esse pequeno radar está relacionado a fenômenos como clarividência (vidência de acontecimentos ainda não ocorridos), telepatia (comunicação por meio do pensamento) e capacidade de entrar em contato com outras dimensões (mediunidade).

Feito de cristal
Após analisar a composição da glândula pineal, detectou-se na sua estrutura cristais de apatita, mineral também encontrado na natureza sob a forma de pedras laminadas. Segundo as pesquisas, esse cristal capta campos eletromagnéticos. E o plano espiritual age por meio desses campos. A interferência divina sempre acontece obedecendo as leis da própria natureza. “Os médiuns, pessoas capazes de entrar em contato com outras dimensões espirituais, apresentam maior quantidade de cristais de apatita na pineal. Os iogues e místicos, que experimentam estados de meditação e êxtase profundos, têm menor quantidade. E ninguém pode aumentar ou diminuir essa concentração de cristais, ela é uma característica biológica, assim como a cor dos olhos e cabelos. A glândula é um receptor poderoso, mas quem decodifica as informações recebidas são outras áreas do cérebro, como o córtex frontal cerebral. Sem essa interação, as informações recebidas não são compreendidas. É por isso que os animais não podem decodificá-las: as outras partes do cérebro deles não têm esse atributo.



http://pistasdocaminho.blogspot.com/2009/02/sobre-glandula-pineal.html

UMA NOVA DIMENSÃO DA SEXUALIDADE

.


ABRIR NOVAS FREQUÊNCIAS


"Agora chegou o momento de uma nova revolução glo­bal, através da qual vocês vão se unir vibracionalmente a uma pessoa. Acabou a sexualidade leviana, o fingimento de sensa­ções - acreditar que se é sexualmente liberado por ficar nesta e naquela posição, dizer isso ou fazer aquilo, isto não passa de aeróbica na área da sexualidade. Nós queremos que entrem na aeróbica e nas contorções da alma - a vibração. A profundida­de de duas pessoas atingindo o orgasmo simultâneo e unindo-­se nessa capacidade é o que todos desejam. Se existe medo, é devido à falta de um modelo de comportamento. Vocês de­vem projetar um. Precisam acreditar que, de alguma forma, a energia do projeto cósmico, instantaneamente, irá provocar um novo movimento baseado no desejo de dar o passo seguinte em direção ao auto-conhecimento.
Vocês vão lembrar com grande clareza as expressões da vossa sexualidade em diferentes realidades quando foram homens e mulheres e exploraram a sexualidade em todos os aspectos.


É necessário muita coragem para fazer isso. Se existe uma área em que se julgam a si próprios, e onde o planeta também julga, é a área sexual. Vocês têm idéias muito defini­das sobre o que é próprio e impróprio sexualmente. Por isso, muitos de vocês podem ficar chocados ao se lembrarem do que fizeram com sua sexualidade.

Compreendam que, neste planeta, a sexualidade sem­pre foi o elo que ligou o corpo a vossa freqüência mais elevada. Apesar de grande parte dos dados ter sido desmontada e es­palhada dentro do corpo, o potencial de criar a vida permane­ceu intacto, para que pudessem compreender inteiramente quem são no âmago do vosso ser. A vibração sexual tem sido a ligação com a vossa identidade cósmica, mas esse conceito global tem sido completamente incompreendido e perdido. Estamos informando que existe uma história muito maior e muito mais emocionante do que qualquer um ouse imaginar.
Existem pessoas que não querem entrar em sintonia com essas freqüências, pois elas podem levá-los a áreas de libera­ção onde começam a compreender as coisas. A sexualidade foi-lhes deixada como freqüência, onde vocês seguindo pelo sistema nervoso, podiam ligar-se à mente superior e sair do corpo. Se soubessem que esse era o caminho para fora, quem poderia tê-los controlado ou manipulado?
Precisam limpar a conotação negativa e os julgamentos que tingiram a vossa experiência sexual por eons. Precisam fazer as pazes com o sexo para integrar as freqüências e a iden­tidade. Houve tanta manipulação e limites tão estreitos foram estabelecidos, que a verdade da sexualidade foi escondida de vocês. Disseram-lhes que poderiam procriar e ter orgasmos, mas não lhes contaram que poderiam abrir freqüências com ela. Podem contatá-la e usá-la como método para se lembra­rem quem são e alterar a freqüência vibratória do vosso corpo.
Nos próximos anos, a expressão da vossa sexualidade terá adquirido toda uma nova dimensão. Irão evoluir e cres­cer se tiverem um companheiro que também queira seguir pela mesma estrada e estar tão aberto. Mas se estiverem com uma pessoa que queira jogar o jogo da abstinência ou da fuga, infe­lizmente, não chegarão lá."
*
barbara marciniake - mensageiros do amanhecer

http://rosaleonor.blogspot.com/2009/02/uma-nova-dimensao-da-sexualidade.html

TRECHOS DE UMA ENTREVISTA COM CASTAÑEDA

.


(...)Sam Keen:A cobra me ensinou que eu sempre tinha pensamentos paranóicos em relação à natureza. Eu considerava animais e cobras perigosos. Após meu encontro jamais mataria outra cobra e começou a ser mais plausível para mim que nós possamos ter uma espécie de conexão viva. Nosso ecossistema pode muito bem incluir comunicações com outras formas de vida.

(...)Carlos Castaneda:Don Juan tinha uma teoria muito interessante acerca disso. As plantas, assim como os animais, sempre afetam você. Ele dizia que se você não pedisse desculpas para as plantas por colhê-las você provavelmente ficaria doente ou sofreria um acidente.

Sam Keen:Os índios americanos tem crenças similares sobre os animais que eles matam. Se você não agradece o animal por dar a vida para que você possa viver, seu espírito pode lhe causar problemas.

Carlos Castaneda:Nós temos uma associação com toda forma de vida. Alguma coisa se altera toda vez que machucamos a vida vegetal ou animal. Nós tiramos a vida para sobreviver mas devemos querer abrir mão de nossa própria vida sem ressentimentos quando chegar nossa vez. Nós somos tão importantes e nos levamos tão a sério que esquecemos que o mundo é um grande mistério que pode nos ensinar se escutarmos.(...)

(...) Nossa primeira preocupação deve ser com nós mesmos. Eu posso gostar dos meus semelhantes apenas quando estiver no auge do meu vigor e sem depressão. Para estar nesta condição devo manter meu corpo preparado. Toda revolução deve começar aqui, neste corpo. Eu posso mudar minha cultura mas apenas através de um corpo impecavelmente sintonizado com este mundo estranho. Para mim, a verdadeira realização é a arte de ser um guerreiro, a qual, como diz Don Juan, é o único meio de balancear o terror de ser um homem com a maravilha de ser um homem.

http://holosgaia.blogspot.com/2009/02/sam-keen-entrevista-carlos-castaneda.html

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

A NECESSÁRIA ENERGIA FEMININA

.


Infelizmente vivemos numa época em que a própria mulher se desvaloriza e nem percebe.

Ainda vivemos numa sociedade partiarcal mesmo com todas as "conquistas femininas", tanto as boas, quanto as ruins.

Falo isto porque desde o movimento feminista até hoje, muito do conquistado foi através de uma postura masculina. Me parece aqule ditado, "Se não pode vencer o inimigo, junte-se a ele". Mas aqui o "inimigo" não é verdadeiramente mais forte, ele tem o mesmo valor. E não é para ser inimigo, é para ser amigo, complemento.

Feminino e masculino, duas polaridades que se complementam. Diferentes sim - e a diferença tem que existir - mas ambas com o mesmo valor e importância. A supremacia de uma é o desequilíbrio da balança, da harmonia; é o caos.

Como as mulheres querem lutar por seus direitos - que em sua essência são liberdade e respeito por sua própria individualidade - agindo de uma forma não autêntica,de uma forma contrária a sua própria natureza feminina?!

Nós, mulheres, conquistamos muita coisa agindo como homens, não como mulheres! Que vantagem há nisso?! Tudo isso reafirma o poder masculino e patriarcal e desvaloriza o feminino, desde seu nível mais profundo, a essência, até o seu nível prático.

Começa pelas roupas. A mulher em vez de ir trabalhar de saia e xale - tão lindo e feminino - tem que se meter em terninhos - tão masculinos - para ser respeitada profissionalmente.

Outra distorção: uma amiga extremamente feminista disse-me uma vez que se tivesse uma filha iria proibi-la de ter brinquedos como panelinhas, vassourinhas, fogãozinho e etc.. Eu tive todos esses brinquedos e nem por isto gosto de serviço de casa! Tive os brinquedos mas não fui acostumada para o serviço de casa de verdade. Hoje em dia, sinto falta de saber cozinhar pra valer. Gostaria também de saber costurar, tricotar e ter habilidade em outros trabalhos manuais.

Ah! Isto é coisa de mulherzinha?! Está vendo como o feminino ainda está tão discriminado e desvalorizado?! Por que uma mulher que se ocupa de uma boa parte do universo feminino - incluindo a vaidade em seu aspecto positivo - é tratada pelo diminutivo( algo que inferioriza, a não ser quando tem conotação carinhosa, o que não é o caso)?

Já o homem quando é vaidoso e tido como "todo completo", é chamado por um superlativo contendo ainda a palavra "sexual", que é extremamente poderosa! Por que esse homem não é chamado de homenzinho?

Por que em vez de mulherzinha, não é mulherão, metromulher, metrosensual, ou "simplesmente" feminina?! Bom, já começa que eu não gosto de rótulos, mas já que insistem - as próprias pessoas entram neles - poderíamos ter mais cuidado, e não sair por aí repetindo o que gritam em nossos ouvidos sem pararmos para pensar. As palavras têm poder, não se esqueçam!

Beleza, arte, criatividade, cuidado, amor, compaixão, nutrição, aconchego, sensibilidade, tudo isto e muito mais, faz parte da essência feminina. Tudo do que este mundo precisa!!! Este mundo dominado pelo masculino corrompido que se expressa em violência, ambição, ódio, competitividade, egoísmo.

Tanto o masculino quanto o feminino exagerados são danosos. O capitalismo selvagem, o consumismo desenfreado, o individualismo, também são reflexos deste desequilíbrio entre estas energias que permeiam o mundo e o sustentam.

Vivemos há muito numa sociedade mundial onde o masculino impera exageradamente. Precisamos com urgência equilibrar os pratos desta balança! Não é agindo como homens que nós, mulheres, faremos isto. Não é também nos comportarmos como nossas avós, pois estas também sofriam com uma repressão há séculos imposta.

O que precisamos, tanto mulheres como homens, é trazer cada vez mais a energia feminina para o nosso ser, para a nossa vida, para o mundo. No caso dos homens, reconhecendo sua sensibilidade, sua vulnerabilidade e sua capacidade de amar, em todos os sentidos. Quanto às mulheres, resgatar sua doçura, seu mistério, sua dignidade, seu sentimento de união, seu verdadeiro poder pessoal.

Não adianta os homens se sensibilizarem se as mulheres endurecerem. E não podemos esquecer das crianças, cada vez mais recebendo valores distorcidos.

Este resgate da energia feminina se faz urgente, pois o mundo está em guerra, pais matando seus filhos, pessoas se corrompendo a todo instante, a Mãe Terra doente. Provavelmente vai ser preciso um excesso da energia feminina até chegarmos ao equilíbrio, pois a energia masculina está demasiada excedida.

Acho que se cada um começar a efetuar esta alquimia em si, já será um primeiro e grande passo. Pois uma sociedade é formada por indivíduos.

Anna Leão.

http://www.annaleao.com.br/modules/smartsection/item.php?itemid=4