imagem: Jia Lu, Illuminated

"EM CADA CORAÇÃO HÁ UMA JANELA PARA OUTROS CORAÇÕES.ELES NÃO ESTÃO SEPARADOS,COMO DOIS CORPOS;MAS,ASSIM COMO DUAS LÂMPADAS QUE NÃO ESTÃO JUNTAS,SUA LUZ SE UNE NUM SÓ FEIXE."

(Jalaluddin Rumi)

A MULHER DESPERTADA PARA SUA DEUSA INTERIOR,CAMINHA SERENAMENTE ENTRE A DOR E AS VERDADES DA ALMA,CONSCIENTE DA META ESTABELECIDA E DA PLENITUDE A SER ALCANÇADA.

BLOG COM MEUS POEMAS:

http://desombrasedeluzanna-paim.blogspot.com/



sábado, 30 de maio de 2009

MATRIZ



Nem todas as dores
Podem ser cortadas com a lâmina
Nem todos os amores
Se incendeiam com paixão
Nem todos os pecados
São julgados na justiça dos homens
Nem todos os fados
Permanecem no giro da Roda
Nem toda chuva
Pode lavar a Alma
Nem toda estrada é curva
Nem todo espelho mostra a Verdade
Nem toda imagem faz milagres...
Mas toda dor,toda lâmina
Todo amor,toda paixão
Todo pecado,toda justiça
Todo fado,toda estrada
Todo espelho,toda verdade
Toda imagem,todo milagre
São segredos guardados
Pelo exército dos anjos
Na mente do Homem
Nas mãos de Deus
E no colo da Mãe Divina
Ventre da Criação
Matriz da Mente
Matriz de Sóis
Do Homem
Dos Anjos
E de Deus...

Anna Geralda Vervloet Paim
Porto Alegre,29/05/2009

sexta-feira, 29 de maio de 2009

A SENDA DIVINA-O CHAMADO DA DEUSA MÃE

.

Quando uma alma responde espontaneamente ao chamado da Deusa Mãe, chamamos isso de "Senda Divina". Fica evidente que não foi pela primeira vez que a ouviu, ou que sentiu necessidade de encontrar seus irmãos de Religião.

Significa que em vidas passadas atravessou o véu do templo, e guarda na alma sua história, e no subconsciente está uma vasta memória das suas origens.

Sabemos que quanto mais cedo a alma encontrar seus semelhantes encarnados neste momento histórico, mais fácil será encontrar sua família cósmica. Porque só podemos encontrar a nossa verdadeira família cósmica buscando junto aos vários grupos de pagãos.

Aí, então, passamos a sentir uma saudade, sem saber do quê e de quê, até que finalmente encontramos um grupo afim e o identificamos como a nossa família cósmica verdadeira.

A partir de então, o caminho que a alma tem a seguir está traçado na sua formação missionária inconsciente, que só será desvendada quando o despertar da luz divina se estabelecer na formação da (o) iniciada (o) de forma correta e normativa,(...) para que, depois de muitos estudos e trabalho cuidadoso e precioso, se desvendem os véus restantes, os quais chamamos de "Teias Sensoriais".

A disciplina da Senda não pode ser aprendida em livros; só a experiência nos dá a realização, e as vivências, a prática.

Primeiro, luta-se para adquirir o domínio de si mesma (o), que é a busca incansável do autoconhecimento. Pois sabe-se que só a real e verdadeira segurança de quem se é como Bruxa (o), e a do que se quer realizar, é que proporcionará a necessária serenidade em todas as circunstâncias que se apresentem, onde tenha que suportar o que não puder ser remediado.

A Bruxa (o) é preparada (o) para ser um ser humano imperturbável, porque aprende a se dominar completamente, desenvolvendo ao longo dos anos (...), hábitos de completo domínio sobre as emoções, através de duros exercícios e treinamentos para a lapidação do Ego.

O domínio das emoções - uma vez, pois, que tenha conseguido esse controle automaticamente, também saberá controlar com responsabilidade os poderes adquiridos pelo conhecimento dos mistérios.

(...)A Bruxa (o) vive a vida diária de acordo com os Princípios das leis que regem o universo, procurando liquidar os ranços enraizados no psiquismo existencial, com os quais foi condicionada (o) ao longo dos últimos dois mil anos, de forma a compreender verdadeiramente o significado da LIBERDADE DE EXISTIR, e fazer jus a ela conscientemente.

Entende que é dever individual e coletivo, como missionária (o) da Deusa Mãe, resistir a todas as injustiças e impor a lei da Paz entre os homens, preservar todos os seres vivos deste grande útero que nos acolhe, que é o Planeta Terra, conquistando assim a libertação dos Deuses nos corações preconceituosos dos homens.

Das experiências assim vividas, provém a preparação da alma para o avanço dos mistérios da Deusa, uma vez que já se tenha ganhado a graduação necessária para ser uma condutora de almas no caminho do oculto.

Lembramos que é muito comum que algumas almas de Bruxas (os), que já tenham avançado nos caminhos dos mistérios, se deixem prender de novo por laços de cadeia física, caindo nas armadilhas do ego, forjando assim novas cadeias cármicas - na maioria das vezes, essas quedas se devem às paixões dos sentidos e da vaidade.

Assim sendo, a vigília das emoções deve ser como um ritual diário, observando constantemente as fraquezas do ego.

As regras da Senda Divina não constituem um código escrito por nenhum líder religioso, nem exigem uma conformidade cega. Mas, sim, a dedicação, o comprometimento e a devoção a um ideal que implica em autoconhecimento e autodisciplina, com o objetivo de alcançar a plenitude de um ser que integra o sistema coletivo da espécie humana, para juntos formarem a grande engrenagem cósmica universal.

O crescimento da alma da Bruxa (o) vai se produzindo através de numerosas encarnações, e em cada uma das etapas deste desenvolvimento, vivem-se novas experiências de acordo com cada momento histórico, entretanto, mantém-se o mesmo objetivo sempre, pois esse pertence à essência primordial de cada ser.

(...)A iniciada (o) está sempre reavaliando a sua SENDA DIVINA, para compreender o seu crescimento. Sabe que sua verdadeira conquista está exatamente na liberdade da alma, e que essa só se torna real com a evolução da sabedoria.

A Bruxa (o) vive gloriosamente, porque vive fazendo o caminho de fora para dentro, buscando filtrar tudo o que deve e o que não deve deixar entrar no seu templo sagrado, que é seu ser inviolável. Tem consciência dos seus erros, sem fantasias ou culpas infundadas. Sua noção de segurança individual e coletiva lhe promove uma vida de bem-aventurança pela virtude da prosperidade e da abundância.

Finalmente, a Bruxa (o) aprende a se purificar vivendo com realismo, dentro da sua verdade, porém com a simplicidade dos Deuses, sem se abster das coisas que lhe foi permitido reger e proteger.

Por tudo acima descrito, é que costumamos afirmar que: "no caminho da Bruxaria são muitos os que buscam, e muito poucos os que chegam."

Assim foi, assim é, e assim será para o bem de todos!

- Graça Azevedo/ SENHORA TELUCAMA -



http://www.ippb.org.br/modules.php?op=modload&name=News&file=article&sid=3266

segunda-feira, 25 de maio de 2009

ÁGUA-O LÍQUIDO DA VIDA

.


Uma Pesquisa Cabalista
Sobre o Líquido da Vida.

De acordo com a Cabalá, a água é igualmente a força espiritual e física da terra e de todas as suas criaturas. Acrescentando, antigos cabalistas diziam que a água carrega os segredos da cura, longevidade e eventualmente a realidade da vida eterna para a espécie humana. Eles acreditavam que a hidratação espiritual e física do corpo humano era a chave para a regeneração das células e a imortalidade do corpo físico.

CENÁRIO GERAL SOBRE A ÁGUA-AS MARAVILHAS DA ÁGUA

A água é composta de hidrogênio e oxigênio. Uma molécula de água consiste de dois átomos de hidrogênio e um átomo de oxigênio - H2O. A Terra tem sido chamada com freqüência de o "Planeta Água", e por muito boas razões.

Mais de 70% da superfície do planeta é H2O. 70% do peso dos organismos vivos que habitam este planeta consiste de água. Nos dias de hoje, nosso globo tem aproximadamente o mesmo volume de água que existia por aqui quando o planeta foi formado; na verdade, a água que você está bebendo hoje pode muito bem conter as mesmas moléculas da água que os tiranossauros rex beberam cerca de 60 milhões de anos atrás!

A água é a substância mais comum encontrada na terra e ao mesmo tempo, a única substância que é encontrada em três estados diferentes: líquido, sólido e gasoso.

97% da água existente sobre o planeta é salgada encontrada nos sete mares. 3% é de água potável. Somente 1% da água potável está disponível para o consumo humano, enquanto os restantes 2% formam as calotas polares.
· O oceano mais salgado da terra é o Mar Morto( entre Israel e Jordânia) que apresenta 9 vezes mais sal que os demais oceanos;
· O Oceano Pacífico é o maior oceano existente com 166 milhões de Km2.
· O Maior mar, é o Mar do Sul da China que possui 3 milhões de Km2.
· O maior lago de água potável é o Lago Superior( Na América do Norte) o qual mede 82.103 Km 2.
· O Rio mais longo do planeta é o Rio Nilo na África, o qual percorre 6.670 Km até o mar.


MEDIDAS PRECISAS

A precisão da distância entre o Sol e a Terra é essencial para a existência de vida no nosso planeta. Essa distância em particular é necessária, para que a água exista em todos os seus estados - gasoso, líquido e sólido( gelo). Se essa distância fosse ligeiramente diferente, a terra seria uma rocha sem vida vagando pelo espaço.

O CORPO HUMANO

75% do cérebro humano é composto de água. 70% da pele que cobre o corpo é água. O corpo humano pode sobreviver até cinco semanas sem se alimentar, mas apenas poucos dias sem água!

A água talvez seja o mais poderoso reagente químico para a perda de peso. A água ajuda o corpo a metabolizar a gordura armazenada no organismo. O aumento de consumo de água na verdade reduz os depósitos de gordura no corpo. A diminuição no consumo de água em contrapartida, tem efeito contrário.

De acordo com Donald S. Robertson:
Os rins não podem funcionar adequadamente sem um volume adequado de água. Quando eles não trabalham de acordo com sua capacidade, parte da gordura contida nos alimentos é descarregada no fígado. Uma das funções primárias do fígado é metabolizar a gordura armazenada transformando-a em energia utilizável pelo corpo. Mas, se o fígado tem de realizar parte da tarefa dos rins, ele não pode cumprir seu papel. Como resultado, ele metabolizará menos gordura fazendo com que mais gordura permaneça armazenada no corpo e a perda de peso então cessa.



OS MISTÉRIOS DA ÁGUA

As propriedades físicas e químicas da água ainda são um grande mistério para a ciência. Na verdade, o adjetivo mais comum usado para descrever as qualidades da água é extraordinário!

Vamos examinar algumas razões porque:

SOLVÊNCIA

A água possui algumas propriedades muito estranhas.
A água se expande quando deveria na verdade se contrair e tem o poder de dissolver praticamente qualquer coisa que ela toque desde que lhe seja dado o tempo suficiente.
Não existe nenhuma substância conhecida que já não tenha sido identificada diluída nas águas da terra.
Sem essa exclusiva qualidade solvente da água, a vida não existiria porque é a água que transfere os nutrientes necessários para a vida animal e vegetal. Uma gota de água de chuva caindo através do ar, dissolve os gases atmosféricos. Quando a chuva atinge o solo, ela afeta a qualidade da terra, lagos e rios.


SÓLIDA, DENSA AINDA, LUZ

Tão longe quanto os químicos possam ir, a água simplesmente não se comporta da forma como a natureza espera. Por exemplo, a maioria das substâncias se tornam mais densas quando em estado sólido. Quanto mais densas se tornam, mais pesadas elas ficam. Como resultado, elas afundam quando em estado sólido. Menos a água.
Quando H2O se solidifica em gelo, ela se torna na verdade mais leve do que em estado líquido, o que é sem dúvida um fenômeno muito estranho. Conseqüentemente, o gelo flutua sobre lagos e oceanos. E isso é uma coisa muito boa porque camadas de gelo continuam flutuando no topo das águas quando as temperaturas caem abaixo de zero. Por que esta inexplicável qualidade se torna um recurso tão importante da água?

Se a água se comportasse de maneira normal, os sete mares e todas as outras formas de água congelariam do fundo em direção à superfície. Como resultado, todas as formas de vida que estivessem sob a água seriam destruídas.
Em outras palavras, se a água se comportasse de maneira normal, você não estaria aqui agora lendo isto.
Essas camadas de gelo flutuante também proporcionam um importante efeito isolante impedindo a água dos lagos de se tornarem mais frias além de um determinado limite e deste modo, preservando a vida nas represas.


CONDUTORA DE CALOR

A água também possui uma enorme e incomum capacidade de absorver e transportar calor. Esta particularidade é crítica na manutenção da estabilidade das temperaturas sobre a terra, prevenindo grandes flutuações. Perdendo esta extraordinária qualidade, nosso ambiente se tornaria extremamente volátil com perigosas ramificações para todas as formas de vida. Alem de regular a temperatura do planeta a água também regula a temperatura do corpo humano carregando nutrientes e oxigênio para as células, articulações, protege órgãos e tecidos, alem de remover os detritos.
A alta capacidade de aquecimento da água torna possível para as correntes marinhas de carregar o calor de uma maneira bastante eficiente. Estima-se que a corrente do Golfo carregue um energia equivalente à queima de 160 bilhões de quilos de carvão por hora. O calor carregado pelas correntes oceânicas na verdade previne a perda da vida marinha em função das adversas condições de flutuação da temperatura.


REFRESCANTE

A água possui um alto ponto de evaporação resultando em transpiração tornando-se um método efetivo para refrescar o corpo. Este alto ponto de evaporação também previne as fontes de água nos trópicos de se evaporarem muito rapidamente.


COAGULAÇÃO

A água possui um alto valor de tensão de superfície. É a tensão de superfície que se torna um fator crítico no mecanismo de coagulação do sangue. Quando você se corta, é o alto valor de tensão de superfície da água que torna o processo de coagulação do sangue eficiente.


NÃO GASOSO

Se a água se comportasse de forma normal ela se tornaria um gás à temperatura ambiente. Mas ela não o faz. Se o fizesse, isto significaria que não mais existiriam rios, lagos, riachos ou oceanos neste planeta. E o corpo humano, o qual é composto de 80% de água, se evaporaria. Nosso sangue seria como fumaça, uma mistura gasosa, e então a vida, como a conhecemos, simplesmente não existiria.


DESAFIANDO AS LEIS DA GRAVIDADE

A água tem uma enorme propriedade de se elevar. A água tem o poder de se mover para cima contrariando as forças da gravidade. Esta ação é chamada de Ação de Capilar. Você pode testemunhar a ação Capilar quando a água se filtra através de uma toalha de papel. Esta propriedade única é muito valiosa pois ela permite à água subir nas árvores e plantas trazendo nutrientes do solo. Esta façanha é conseguida pela ação Capilar.

PODEROSO TRANSMISSOR

A água é um excelente condutor de corrente elétrica. A alta condutividade da água transforma a condutividade dos nervos num sensível e efetivo mecanismo para o corpo. As células nos nossos corpos também estão cheias de água. A incrível habilidade da água de dissolver tantas substâncias permite às nossas células o uso de nutrientes valiosos e substancias químicas no processo biológico.

O transporte de íons de célula para célula somente ocorre em função da presença da água.



UM LÍQUIDO MISTERIOSAMENTE FEITO PARA A VIDA

É muito importante observar como as forças da natureza obviamente desenharam as estranhas qualidades da água para precisamente prover as necessidades das criaturas vivas sobre a terra.

O porque da água estar imbuída dessas extraordinárias propriedades para dar a vida, foi explicado pelos antigos cabalistas cerca de 5000 anos atrás.

De acordo com a Cabalá, a água é uma sombra, um reflexo, e a expressão física da força espiritual que existe nos mundos superiores. Essa força invisível é a origem e a fonte metafísica para a existência da água (H2O).

A água é um reflexo do que?

Qual é essa força misteriosa que coloca a água nessa esfera de existência?

De acordo com os cabalistas, a água é a manifestação física da Luz do Criador. (Luz líquida).

Vamos examinar esta idéia mais profundamente: De acordo com os antigos cabalistas e físicos contemporâneos, o mundo real é composto de 10 dimensões.

Como Luz espiritual se desdobra descendo através dessas 10 dimensões tornando-se incrivelmente densa, transforma energia espiritual em matéria física. Esse processo evolucionário é responsável pelo surgimento da água no nosso mundo físico.

Este segredo Cabalista está revelado no seguinte verso dos escritos do cabalista Rabbi Isaac Luria no século 16:

"A linha de ligação é como um estreito tubo através do qual a Luz Superior do Mundo Infinito se estende e é drenada para os mundos inferiores através do ar e do vácuo".
No início do século 20, o cabalista Rav Yehuda Ashlag explicou que esses tubos se referem às 10 dimensões que formam a realidade, também conhecidos como as 10 Sefirós ou 10 emanações. O vácuo é relativo ao nosso universo físico o qual passou a existir quando a Energia Infinita do Criador (O Mundo Infinito) se contraiu e criou um espaço vazio no qual o nosso universo teria nascido. Essa contração foi a causa do Big Bang e das origens do nosso universo.
O cabalista do século 16, Rabbi Isaac Luria explicou que a frase " Águas da Luz Superior" se refere à energia espiritual do Criador que existe no Mundo Superior. Quando esta energia entra pelo "tubo" viajando através das 10 dimensões em direção ao mundo material, ela se torna "gradativamente menor em seu valor e toma a forma da água".

Por este motivo, porque a água é a coisa mais próxima na terra para incorporar a Luz do Criador, ela possui propriedades misteriosas que a tornam uma das mais exclusivas substâncias da terra.



AGENTE CURADOR

Aproximadamente há 4000 anos atrás, os cabalistas afirmaram que a água possuía todos os segredos da cura, longevidade, regeneração e eventualmente da imortalidade das células humanas. Cerca de 400 anos atrás, o cabalista medieval Rabbi Abraham Azulai explicou que os segredos da imortalidade seriam revelados no ano 5760 do Calendário Hebraico (equivalente ao ano 2000 no calendário Gregoriano) e que estaria conectado às misteriosas propriedades da água.

Interessante, muitos séculos depois, o Dr. Alexis Carrel, ganhou o prêmio Nobel em 1912 pela fisiologia e pesquisas sobre a imortalidade das células. O Dr. Carrel afirmou:

"A célula é imortal. É apenas o fluído (água) no qual ela flutua que degenera. Renovar este fluído a intervalos regulares, dá às células o que lhes é necessário para sua nutrição, e pelo que sabemos, a pulsação da vida pode continuar ali para sempre."

LUZ CIRCUNDANTE

De acordo com os antigos sábios que compilaram textos para a Cabalá e para o Talmud, o corpo humano está envolto por um campo de energia chamado Luz Circundante. Esta Luz se estende 88" (220cm) desde o corpo físico e funciona como uma camada de ozônio. A camada de ozônio protege as criaturas vivas da nociva radiação ultravioleta emitida pelo sol.

A Luz Circundante trabalha de uma maneira semelhante, protegendo-nos como um escudo, de todas as forças negativas existentes no nosso ambiente. Quando nos comportamos com intolerância em relação aos outros e ou com um comportamento egocêntrico, nós literalmente provocamos buracos em nossa Luz Circundante, criando aberturas para o mal entrar em nossos corpos.

2000 anos após os cabalistas terem falado de um campo de energia que circundava o corpo humano, a Dra. Valerie Hunt, professora emérita da UCLA, começou a mapear sucessivamente as camadas de bioenergia através da utilização de equipamentos de gravação eletrônicos de última geração. A Dra. Hunt é de opinião que os campos de bioenergia são cruciais na determinação da boa saúde e na cura , dando eco às opiniões de seus antigos colegas da Cabalá. Os cabalistas vão ainda um passo adiante, estabelecendo uma conexão entre doenças, campos bioenergéticos e água.

Cabalisticamente, sabemos que a água e a Luz espiritual possuem a mesma essência. De acordo com os antigos ensinamentos da Cabalá e recentes descobertas da ciência, os campos de bioenergia que circundam o corpo físico ajudam a proteger, curar e nutrir o indivíduo. A água trabalha de maneira semelhante.

Por exemplo, o fluido amniótico (água) circunda e envolve o feto dentro do ventre de sua mãe para efeito de proteção e nutrição.

A água, também circunda todas as células do corpo humano, servindo a um propósito similar ao do fluido amniótico. A água funciona como um condutor de forma que todos os nutrientes são transportados a cada uma das células do corpo. De acordo com a Cabalá, é a qualidade da água que determina o estado e a condição da célula.



A ÁGUA SEGUNDO
O CABALISTA RAV BERG

Qual é a força energética interna que faz com que a água se comporte como ela faz? O que é conhecido com relação ao fenômeno da água, é sua habilidade de rejeitar a forte força da gravidade. A água vai procurar o seu próprio nível, ao passo que todos os outros elementos no universo, incluindo o homem, estão subordinados e sujeitos à energia da força de gravidade, a qual atrai todos os elementos, exceto a água, para dentro de sua característica própria de gravidade. Este caráter constantemente recebe e atrai tudo para si mesmo.

Nas disciplinas cabalísticas, a água é considerada como possuidora do traço da energia de compartilhar, similar à força de compartilhar da Luz de Deus.

A essência da água é a substância mais próxima que retrata e simboliza a Energia do Criador a qual está compartilhada e no controle de todos os outros elementos físicos do universo. Por exemplo, mesmo uma rocha sólida se rende e cede à investida de um contínuo gotejar de água apresentando finalmente um furo.

Da mesma maneira, a água contém esta incrível energia como a de Deus que deveria e pode eliminar todas as interferências e obstáculos que continuam a aumentar a sua feia cabeça dentro de nossos corpos. Então, por que nós não experimentamos esta enorme e benéfica propriedade terapêutica da água nos nossos dias?

Vamos examinar as razões por trás da aparente inabilidade da água de mudar dramaticamente as condições de saúde dos nossos corpos.


NOÉ E O DILÚVIO

Os cabalistas atribuíram a presente condição e caráter da água às suas perdas por ocasião do evento bíblico conhecido como A Inundação ou Grande Dilúvio ocorrido durante os tempos de Noé.

Antes da grande inundação, a água, por causa de sua positiva essência divina, não poderia ser utilizada como instrumento para causar o caos e a destruição. Como resultado de uma extrema negatividade da atividade humana, a qual de acordo com a Cabalá influencia fortemente o cosmos inteiro e a atmosfera física, o poder curativo da água foi removido e com ele a degeneração do corpo humano se instalou.

Isto poderia ser comparado a uma represa que se torna estagnada porque não há água potável que continue correr para limpar e remover os resíduos que causam a estagnação. Na medida em que o corpo humano é constituído de 80% de água, aí reside a razão do porque a água exerce uma influência e controle tão grandes sobre a saúde e o bem estar do corpo físico.

Antes de Ter ocorrido o Dilúvio, o propósito de beber água era no sentido de remover qualquer impureza que o corpo pudesse ter acumulado e alem disso havia extrema longevidade para todos aqueles que viveram antes do Dilúvio. A água simplesmente lavava e removia qualquer obstáculo e alimento que aflorasse dentro do corpo. Após o Dilúvio, o poder da água não mais pode atuar no corpo e remover os resíduos negativos acumulados. Isso consequentemente, resultou numa aceleração no processo do envelhecimento e desintegração do corpo humano. Com a perda da água atuando como um agente curador, os médicos vieram a descrever o processo de degeneração que tem início usualmente à partir dos 21 anos. É conhecido da ciência já há muito tempo que as células se renovam a cada 7 anos começando a contagem na data do nascimento.

Com a idade de 7 anos ou com a idade de 126, existem todas as indicações de que a imortalidade poderia continuar produzindo um novo corpo a cada 7 anos de intervalo. Entretanto, alguma coisa aconteceu à partir dos 21 anos quando repentinamente a ciência detectou o início do processo de degeneração. As causas para estas mudanças no processo de rejuvenescimento e regeneração das células é ainda desconhecido.

Cabalisticamente, as razões para esta súbita mudança no corpo humano foi muito bem documentada mas este conhecimento vai alem do objetivo deste artigo específico.

Porque a nossa água potável perdeu a energia capaz de remover qualquer obstáculo à partir dos 21 anos, o resultado é um enfraquecimento e uma deficiência em nosso sistema imunológico.

A ciência começou a reconhecer que cada queda física sofrida pelo corpo durante a vida, é o resultado direto de uma quebra no nosso sistema imunológico. Se o sistema imunológico fosse restaurado com o nível de eficiência existente nos primeiros 14 anos de vida se estendendo ao restante de vida inteira, então parece não haver dúvida nenhuma de que muitas das imperfeições e doenças que aparecem na vida mais avançada seriam eliminadas. Se fosse o caso, então a idéia da imortalidade e como ela poderia ser alcançada estaria solucionada. Nós simplesmente nos regeneraríamos a cada 67 anos como uma jovem criança e o problema da velhice simplesmente desapareceria.


RESTAURAÇÃO DA ÁGUA

Depois de quatro anos de esforços concentrados estudando a possibilidade de restaurar a água para sua forma e condição original de antes do Grande Dilúvio, é com grande humildade que nós fomos merecemos da informação de que conseguimos em grande parte restaurar a água para seu adequado papel na existência.

Cerca de 5000 anos se passaram desde que os poderes curativos da água chegaram ao fim. Nós podemos apenas sumariar que como resultado do novo milênio, no ano bíblico de 5760 (ano 2000 no calendário gregoriano), o fim do caos e da degeneração finalmente chegaram.

A restauração da estrutura molecular da água ao seu estado pré Dilúvio, durante o qual o cosmos a preencherá com a energia imortal do Criador, irá finalmente trazer definitivamente o término da dor, sofrimento e doenças que tem feito parte do cenário da humanidade.



A CABALÁ PESQUISA SOBRE A ÁGUA

Análise feita pelo Dr. Artur Spokojny

Uma técnica fotográfica especial que capta a reflexão da luz ou emissão de fótons da água agrupada ao redor de minerais revelou estonteantes modificações na estrutura da água depois que ela foi infundida de meditações cabalistas.

A água não tratada mostrou um padrão normal: casuística, caótica e sem ordem aparente. As primeiras imagens revelaram um sistema alto em entropia, desordenado e baixo em energia.

A água tratada apresentou um incrível estrutura como uma árvore ou uma folha. Esta estrutura observada na natureza, segue os desenhos matemáticos dos fractais. A natureza inerente aos fractais é de infinitos níveis de ordem. Isto indica que a água tratada apresenta alta energia e baixa entropia.

Desta maneira podemos concluir que o método cabalista para purificar H2O converteu a água de alta entropia e baixa ordem em uma água altamente estruturada com baixíssima entropia de uma maneira tal que os níveis de energia são preservados à ordem infinita.

De um ponto de vista científico, não pode existir dúvidas de que a água sofreu uma dramática mudança na estrutura de suas propriedades físicas e químicas. Isto é confirmado por teste independente feito pela UCLA, que indicou um alto nível de TSD(Totalidade de Sólidos Dissolvidos). Portanto, podemos esperar concluir, que a água tratada dissolve os minerais diferentemente e, pode ser responsável pela mudança do PH e outros importantes parâmetros, os quais determinam o nível energético da água.

Esses resultados abrem uma completamente nova gama de alternativas para futuras pesquisas e hipóteses. Temos que fazer a nós mesmos a pergunta, se podemos aceitar ou não que aquilo que se viu sob o microscópio representa a manifestação da Luz e da Energia do Criador como clamado pelos cabalistas, e se afirmativo, possa essa energia ser transferida para o nosso corpo reduzindo a entropia pela energização da água contida nas nossas células.

É minha opinião de que essas imagens indicam que reduzimos a entropia e revertemos a 2ª lei da termodinâmica, a qual os cabalistas consideram ser o aspecto negativo da matéria física.

É interessante notar que o Dr. Carrel manteve as células de um coração de galinha vivas durante 28 anos, através da renovação diária da solução onde elas estavam sendo mantidas. Carrel provou que a qualidade dos líquidos é um fator crítico para a manutenção das células vivas.

Dr. Artur Spokojny é cardiologista treinado e formado da maneira clássica. Ele se graduou na Universidade de Dusseldorf e foi o primeiro estudante Europeu jamais admitido na Escola de Medicina de Harvard onde completou seus estudos. Spokojny que foi um dos desenvolvedores de instrumentos a laser para o tratamento de doenças cardíacas ocupa uma cadeira do Cornell Medical College e mantém uma posição destacada no New York Presbyterian Hospital. Desde 1988, ele é o Diretor Assistente do Centro de Cateterização no Hospital de New York.



http://www.imagick.org.br/pagmag/themas2/aguacabala.html

PARA OS AMANTES DE GATOS...











13 pags. de pura beleza em http://carefulwhatyawishfor.deviantart.com/gallery/

domingo, 24 de maio de 2009

TRANSGÊNICOS MONSANTO AMEAÇAM O MUNDO

.


Transgênicos Monsanto ameaçam o mundo.

Monsanto, a maior empresa de biotecnologia e agricultura é produtora de sementes geneticamente modificadas.

As sementes Monsanto são alteradas para suportar os efeitos danosos do herbicida Monsanto: Roundup, que dá a companhia US$ 620Milhões/ano e provê 40% de seu lucro operacional.(1)
Inicialmente, fazendeiros de todo o mundo acrecitaram que sementes geneticamente modificadas fossem boas para a agricultura moderna, usando Roundup, eles podiam eliminar milhares de ervas "daninhas" enquando nada acontecia à colheita.

Antes que os fazendeiros comprem as sementes resistentes ao Roundup, eles são obrigados a assinar um acordo de tecnologia que permite à Monsanto executar investigações e definir "que direitos um fazendeiro tem e não tem em plantar, colher e vender sementes modificadas genéticamente".(2)

Isso é ultrajante, mas a Monsanto seguiu adiante pois suas sementes são patenteadas. De acordo com eles, é violação das patentes guardar sementes de colheitas sadias e replantá-las no futuro, ou seja, a Monsanto força os fazendeiros a comprar suas sementes todo ano.

De acordo com o Center for Food Safety- CFS(2), o acordo de tecnologia assinado levou a Monsanto a processar agressivamente milhares de fazendeiros que tenham violado a patente das sementes. O fazendeiro deve pagar multa contratual ou ir para a justiça. O CFS afirma que a Monsanto já recolheu mais de US$ 15 MILHÕES só em processos a seu favor(2).

Mesmo fazendeiros que nunca compraram sementes Monsanto nem nunca assinaram qualquer acordo com a mesma são alvo dos processos. Se o polen de uma plantação de sementes Monsanto polinizar um campo geneticamente não modificado ou outra fazenda que resulte em plantas viáveis,o fazendeiro é responsável segundo as leis americanas de violação de patente, MESMO QUE NÃO QUEIRA SEMENTES GENETICAMENTE MODIFICADAS EM SUA FAZENDA!

A Monsanto tem sido tãobem sucedida em processos para dominar o suprimento de alimentos no mundo que estão prontos para dar o grande salto. Em 14 de Abril de 2009,a companhia processou o Governo da Alemanha por recusar usar sua semente de milho (3)!!!!

Embora o milho Monsanto tenha sido permitido na Alemãnha desde 2005, a ministra da agricultura Ilse Aigner interrompeu planos da plantação de 8892 acres para a colheita do verão.

Aigner afirma ter tido razões legítimas para acreditar que o milho seria um perigo ao meio ambiente.

As leis da União Européia permitem que países membros imponham tais restrições mas o processo da Monsanto diz que uma vez que uma planta tenha sido aprovada, não pode ser banida, a menos que evidências científicas provem o perigo.

A França baniu sementes de milho Monsanto em 2008 e a Hungria e Austria também planejam fazê-lo embora o European Food Safety Authority tenha concluído que elas não apresentem perigo para humanos ou animais.

A senhora Aigner pode estar certa em suas preocupações sobre os efeitos danosos de sementes geneticamente modificadas ao meio ambiente. De acordo com GeneWatch-Reino Unido(4), outras colheitas e plantas silvestres podem ser contaminadas com os genes adicionados ao milho Monsanto.

Novas "super hervas daninhas" podem evoluir e tornar ainda maisdifícil ou até mesmo impossível erradicá-las. Poluição decorrentedo uso de herbicidas tóxicos podem aumentar ou diminuir. A Vidaselvagem pode ser prejudicada por novas toxinas no meio ambiente ou pela mudança nas práticas da agricultura.

Nos Estados Unidos, hervas daninhas super-resistentes, resistentes inclusive ao Roundup, estão ameaçando colheitas de algodão e de soja(5).

Em 2007, 10 mil acres em Macon County, Georgia, sofreram a praga de hervad daninhas super-resistentes e foram ABANDONADOS.

INACREDITAVELMENTE, a Monsanto está encorajando esses fazendeiros a misturar Roundup com outros pesticidas como 2,4-D (ingrediente usado no Agente Laranja, arma química usada na guerra do Vietnã com consequências catastróficas até os dias de hoje). Tres países escandinavos baniram o 2,4-D por causar cancer, deficiência cognitiva e danos reprodutivos.

Uma vitória do Governo Alemão será uma vitória para todos nós,um grande passo na derrubada de mega-corporações inescrupulosas que almejam dominar todos os aspectos de nossas vidas, inclusive que comemos e bebemos.

Você pode ajudar a melhorar a segurança alimentar e a responsabilidade ambiental visitando o seguinte website e assinando suas petições :

http://www.organicconsumers.org/



Mais em: http://holosgaia.blogspot.com/2009/05/transgenicos-monsanto-ameacam-o-mundo.html

sábado, 23 de maio de 2009

O SANGUE DA LUA

.


A menstruação da mulher, o chamado sangue da lua, pelos ocultistas, seu ciclo hormonal, é fator primordial para abertura de portais da consciência e do saber.
As sociedades arcaicas matriarcais sabiam disso e reverenciavam o poder da anima feminina de gerar vida tal qual nossa Mãe Terra - Gaia.

Estatuetas esculpidas em pedra datadas com mais de vinte mil anos, mostrando figuras femininas em estado de gestação foram encontradas em sítios arqueológicos de diversas regiões da Europa, Ásia e África; posteriormente a famosa Cartago que possuía uma sociedade bastante especializada venerava a deusa Tanit.

Até o judaísmo antigo teve nos seus primórdios uma deusa mãe forte, poderosa e criadora; depois cultuando Jeová e o poder masculino os sacerdotes judeus colocaram as mulheres em segundo plano chegando a considerá-las impuras durante seus ciclos menstruais.



Após séculos de repressão psíquica, as mulheres hoje podem optar pela sua feminilidade sem abandonarem o poder e é isso que vem assustando alguns doutores que sob alegações de que o ciclo menstrual traz dissabores tais como cólicas e alterações de humor induzem, principalmente jovens, a tomarem medicamentos e renunciarem a sua força – o sangue menstrual e a ovulação.

Mas estas modulações hormonais que acompanham a mulher já na sua infância passando à puberdade, maturidade e velhice é que dão a ela características especiais, não só de complementar o homem em sua jornada e empreendimentos, como de ter uma percepção das nuances da vida, muito além do campo denso e material, pois a mulher possue uma comunhão estreita com a Terra, a Natureza, seus elementais: gnomos, devas, duendes, silfos, plantas , animais , sopros e ventos; esta é sua força criativa, então porque suprí-la?

Todos temos os mesmos direitos perante a sociedade, mas homens e mulheres não são iguais.
Somos pequenos pontos de luz a brilhar nas vastidões do universo, cumprindo cada qual a tarefa a que foi designado pela grande mente criativa , a quem chamamos Deus/Deusa...

...é disso que não podemos nos esquecer nunca!



http://www.imagick.org.br/zbolemail/Bol05x09/BE09x13.html

SANTA SARA KALI

.



A Slava (comemoração) de Sara Kali acontece nos dia 24 e 25 de maio. A Cigana Escrava que Venceu os Mares com sua Fé e Virou Santa.

Conta a lenda que Maria Madalena, Maria Jacobé, Maria Salomé, José de Arimatéia e Trofino, junto com Sara, uma cigana escrava, foram atirados ao mar, numa barca sem remos e sem provisões. Desesperadas, as três Marias puseram-se a orar e a chorar. Aí então Sara retira o diklô (lenço) da cabeça, chama por Kristesko (Jesus Cristo) e promete que se todos se salvassem ela seria escrava de Jesus, e jamais andaria com a cabeça descoberta em sinal de respeito. Milagrosamente, a barca sem rumo e à mercê de todas as intempéries, atravessou o oceano e aportou com todos salvos em Petit-Rhône, hoje a tão querida Saintes-Maries-de-La-Mer. Sara cumpriu a promessa até o final dos seus dias. Sua história e milagres a fez Padroeira Universal do Povo Cigano, sendo festejada todos os anos nos dias 24 e 25 de maio.

Segundo o livro oráculo (único escrito por uma verdadeira cigana) "Lilá Romai: Cartas Ciganas", escrito por Mirian Stanescon - Rorarni, princesa do clã Kalderash, deve ter nascido deste gesto de Sara Kali a tradição de toda mulher cigana casada usar um lenço que é a peça mais importante do seu vestuário: a prova disto é que quando se quer oferecer o mais belo presente a uma cigana se diz: "Dalto chucar diklô" (Te darei um bonito lenço). Além de trazer saúde e prosperidade, Sara Kali é cultuada também pelas ciganas por ajudá-las diante da dificuldade de engravidar. Muitas que não conseguiam ter filhos faziam promessas a ela, no sentido de que, se concebessem, iriam à cripta da Santa, em Saintes-Maries-de-La-Mer no Sul da França, fariam uma noite de vigília e depositariam em seus pés como oferenda um Diklô, o mais bonito que encontrassem. E lá existem centenas de lenços, como prova que muitas ciganas receberam esta graça.

Para as mulheres ciganas, o milagre mais importante da vida é o da fertilidade porque não concebem suas vidas sem filhos. Quanto mais filhos a mulher cigana tiver, mais dotada de sorte ela é considerada pelo seu povo. A pior praga para uma cigana é desejar que ela não tenha filhos e a maior ofensa é chamá-la de DY CHUCÔ (ventre seco). Talvez seja este o motivo das mulheres ciganas terem desenvolvido a arte de simpatias e garrafadas milagrosas para fertilidade.

Considerada pela Igreja Católica como Santa de culto local , pois nunca passou pelos processo de canonização, Sara esta ligada à história das tradições cristãs da Idade Média e o assim chamado culto às virgens negras. Não se conhece a razão exata que levou os ciganos a eleger Santa Sara como sua padroeira, mas foi ela quem converteu os ciganos para o Cristianismo.

Ela é a mais venerada Santa para os ciganos e todo acampamento cigano conduz uma estátua da virgem negra depositada num altar de uma das tendas cercadas por velas, incenso, flores, frutas e alimentos. Contam as lendas que os restos mortais de Sara foi encontrados por um rei em 1448 e depositados na cripta da pequena Igreja de Saint-Michel em Saint Maries de La Mer.

Assim, todos os anos na madrugada de 24 de maio milhares de ciganos de quase todas as regiões da Europa, África, Oriente e dos quatro cantos do mundo, reunem-se na pequena igreja de Saint-Michel em louvor e homenagem a sua padroeira.

Outras versões são contadas, mas essa é a mais popular entre todas.

http://www.culturacigana.com.br/man/cult_santa.asp

sexta-feira, 22 de maio de 2009

OS PÁSSAROS

.


No dia 22 de Julho eu estava indo para Washington, em uma viagem de negócios. Houve uma parada para mudança de aviões e havia um aviso de telefonema para o Sr. Lloyd Glenn. Eu não pensei em nada até que cheguei a porta do avião para sair e vi uma pessoa perguntando a todos os homens se eles eram o Sr. Glenn. Neste ponto eu sabia que algo estava errado e meu coração encolheu. Quando eu saí do avião um jovem veio até mim e disse: "Sr. Glenn, há uma emergência na sua casa. Eu não sei o que é ou quem está envolvido, mas eu o levarei até um telefone para que o senhor chame o hospital."
Meu coração agora estava muito acelerado, mas prevaleceu minha vontade de estar calmo. Quando eu chamei o hospital, minha chamada foi passada para o centro de traumas. Aí eu soube que meu filho Brian, de 3 anos, tinha ficado preso sob a porta automática da garagem durante vários minutos e que quando minha esposa o encontrou, ele estava morto. Um vizinho que é médico, fez respiração artificial e os paramédicos continuaram o tratamento enquanto Brian era transportado para o hospital. Quando eu telefonei, Brian tinha sido revivido e eles acreditavam que ele viveria, mas não se sabia o quanto isto havia afetado o seu cérebro e o seu coração.

Eles explicaram que a porta havia se fechado completamente no seu osso esterno, exatamente em cima do seu coração. Ele havia sido bastante esmagado. Após conversar com o pessoal médico, minha esposa parecia preocupada, mas não histérica e eu fiquei mais confortado com sua calma.

O vôo de volta pareceu durar para sempre e finalmente, 6 horas depois do acidente, eu cheguei ao hospital. Quando eu entrei na UTI, nada poderia ter me preparado para ver meu filhinho deitado naquele grande leito, com tubos e monitores por todo o lado. Ele estava num respirador. Eu olhei para minha esposa que tentou me dar um sorriso de conforto. Tudo parecia um sonho terrível. Brian ia sobreviver e os testes preliminares indicavam que seu coração estava OK - dois milagres por si mesmos. Mas somente o tempo diria se o cérebro havia recebido alguma injúria.

Nas intermináveis horas seguintes, minha esposa estava calma. Ela sentia que Brian ficaria bem. Eu me apoiei na fé e nas palavras dela. Brian permaneceu inconsciente toda a noite e no dia seguinte. Finalmente às 2 horas da tarde, nosso filho recobrou a consciência e sentou-se, pronunciando as mais belas palavras que eu já havia ouvido: "Papai, me pegue no colo" e ele estendeu seus braços para mim. No dia seguinte os médicos declararam que não havia problemas neurológicos ou deficiências físicas e a história da sua sobrevivência milagrosa se espalhou pelo hospital. Vocês não podem imaginar nossa gratidão e alegria. Enquanto levávamos Brian para casa, sentíamos uma profunda reverência pela vida e um amor pelo Pai Divino, que vem para aqueles que sentiram a morte tão de perto.

Nos dias seguintes, havia uma energia especial em nossa casa. Nossos dois outros filhos ficaram muito mais ligados ao irmãozinho. Minha esposa e eu estávamos muito mais próximos um do outro e todos estávamos mais próximos como uma família. A vida continuou num passo sem stress. Nós nos sentíamos profundamente abençoados. Nossa gratidão era imensa.

Mas a história não acaba aqui...

Quase um mês depois do acidente, Brian acordou de seu soninho da tarde e disse: "Sente-se, mamãe. Eu tenho algo a lhe dizer." nesta época de sua vida, Brian geralmente falava em frases pequenas; então, essa sentença maior surpreendeu minha mulher. Ela se sentou na cama dele e ele começou esta história sagrada e remarcável.

"Você se lembra quando eu fiquei preso embaixo da porta da garagem? Bem, ela era tão pesada e me machucava muito. Eu chamei você, mas você não podia me ouvir. Eu comecei a chorar, mas então doía mais. Então os pássaros vieram."

"Os pássaros?" perguntou intrigada minha mulher. "Sim", ele respondeu. "Os pássaros fizeram um som e voaram para a garagem. Eles tomaram conta de mim. Um dos pássaros veio e foi te chamar. Ele foi te avisar que eu estava preso debaixo da porta." Um doce sentimento de reverência preencheu o quarto. O espírito era tão forte e mesmo assim, mais leve que o ar. Minha esposa percebeu que uma criança de 3 anos não tinha nenhum conceito de morte ou de espíritos, então ele estava se referindo aos seres que vieram do além como "pássaros" porque eles estavam no ar como os pássaros que voam.



"Como eram os pássaros?" ela perguntou. Brian respondeu: "Eles são tão bonitos. Eles estavam vestidos de branco, tudo branco. Alguns deles tinham verde e branco. Mas alguns deles tinham apenas branco." "Eles falaram alguma coisa?" "Sim, eles disseram que a criança estaria bem." "A criança?" minha esposa perguntou confusa. Brian respondeu: "A criança deitada no chão da garagem." Ele continuou: "Você veio e abriu a porta da garagem e correu para a criança. Você disse à criança para ficar, para não ir embora." Minha mulher quase teve um colapso, pois na verdade ela havia ido para perto de Brian, se ajoelhado ao lado do seu corpo e vendo seu peito esmagado, ela sussurou: "Não nos deixe, Brian, por favor fique se você puder." Enquanto ela escutava Brian falar as palavras que ela havia pronunciado, ela percebeu que o espírito havia deixado o corpo de seu filho e havia assistido a tudo de cima da sua forma sem vida.

"Então, o que aconteceu? " ela perguntou. "Nós fomos fazer uma viagem, muito, muito longe." Ele ficou muito agitado tentando explicar coisas para as quais ele ainda não tinha palavras. Minha esposa tentou acalmá-lo e confortá-lo, e fazer com que ele soubesse que estava tudo bem. Ele lutava tentando falar sobre algo que obviamente era muito importante para ele, mas encontrar as palavras era difícil. "Nós voamos tão rapidamente no ar. Eles são tão bonitos, mamãe", ele falou. "E existem muitos e muitos pássaros."

Minha esposa estava atônita. Em sua mente, uma suave conforto espiritual a envolveu fortemente, mas com uma urgência que ela nunca havia sentido. Brian continuou, dizendo que os "pássaros" lhe haviam dito para voltar e contar a todos sua história. Eles disseram que o haviam trazido de volta para a casa e que um grande caminhão e uma ambulância estavam lá. Um homem estava trazendo a criança para fora numa cama branca e ele estava tentando dizer ao homem que a criança ficaria bem, mas o homem não podia ouví-lo. Ele disse que os "pássaros" lhe haviam dito que ele tinha que ir com a ambulância, mas que eles estariam perto dele. Ele disse que eles eram tão bonitos e tão cheios de paz, que ele não queria voltar.

E então veio a luz brilhante. Ele disse que a luz era tão brilhante e tão quente e que ele havia gostado muito da luz brilhante. Alguém estava na luz brilhante e colocou seus braços ao redor dele, e lhe disse: "Eu o amo, mas você deve voltar. Você tem que jogar beisebol e falar a todos a respeito dos "pássaros". Então a pessoa na luz brilhante o beijou e acenou um adeus. Então aquele som veio e eles foram para as nuvens. A história continuou por uma hora. Ele nos disse que os "pássaros" estão sempre conosco, mas que não os vemos porque olhamos com os nossos olhos e não os ouvimos porque os escutamos com nossos ouvidos. mas eles estão sempre por aqui, e só podemos ve-los aqui (ele colocou as mãos sobre o coração). Eles sussurram coisas para nos ajudar a fazer o que é certo, porque eles nos amam muito.

Brian continuou: "Eu tenho um projeto, mamãe. Você tem um projeto. O papai tem um projeto. Todo mundo tem um plano. Nós todos devemos viver o nosso plano e manter nossas promessas. Os "pássaros" nos ajudam porque eles nos amam muito." Nas semanas seguintes, ele freqüentemente chegava perto de nós e contava tudo isto de novo, ou parte disto. A história sempre permaneceu a mesma. Nunca houve mudança nos detalhes e a história nunca estava fora de ordem. Algumas vezes ele acrescentou algumas pequenas informações e deixou mais clara a mensagem que ele já havia contado. Sempre nos impressionou como ele podia saber de tantos detalhes e como podia falar muito além de sua capacidade quando ele falava dos "pássaros". Onde quer que ele fosse, ele falava aos estranhos sobre os "pássaros". Surpreendentemente, ninguém o olhava de maneira estranha quando ele fazia isto. Em vez disso, sempre o olhar das pessoas se suavizava e elas sorriam.

Não é necessário dizer que nós nunca mais fomos os mesmos desde aquele dia, e eu rezo para que nunca sejamos.



http://www.imagick.org.br/zbolemail/Bol04x03/BE03x3.html

ISIS,A DEUSA DE TODA A EXISTÊNCIA

.


Ísis talvez seja a Deusa mais cultuada no mundo.Vista como a Grande Mãe, Deusa do Céu, da Terra e do Submundo, Senhora do Universo e Rainha da Noite, Ísis é a Senhora dos mistérios, da vida e da morte.

Essa grandiosa Deusa pode ser invocada para tudo, pois abrange todas as questões humanas e Divinas. Isto faz com que seja conhecida como a Deusa de Dez Mil Nomes, de tantos títulos que a ela são atribuídos.

Seu nome original era Aset, que significa espírito. Deusa egípcia, Ísis recebeu este nome pelos gregos depois que estes invadiram o Egito. Assim, Ísis tornou-se conhecida e cultuada na Ásia Menor e em grande parte da Europa.

Filha de Nut (Deusa do Céu) e de Geb (Deus da Terra), Ísis tinha como irmãos, Osíris, Nephtys e Seth. Ela se casou com Osíris, seu irmão, algo comum na nobreza egípcia e em outras culturas. O que reafirma, pelo menos para mim, o tabu do incesto como algo puramente cultural.

Uma das partes mais conhecidas da história de Ísis é a procura a seu marido Osíris. Originalmente tendo se afogado num acidente, posteriormente, o mito o levou a ser assassinado por seu irmão Seth. Osíris foi esquartejado em catorze pedaços que foram espalhados pelo mundo. Ísis profundamente entristecida saiu em busca de seu amado. Se transformou em andorinha - daí sua representação com asas - se difarçou de empregada, enfermeira, prostituta, até encontrar os pedaços de Osíris. Não conseguiu encontrar um, o falo. A Deusa, então, criou um falo de ouro e através da magia trouxe Osíris à vida e concebeu seu filho Hórus.

A imagem de Ísis com seu filho Osíris nos braços hoje em dia é muito forte, principalmente pela semelhança a imagem da Virgem Maria com o menino Jesus nos braços. Mas Ísis não tem apenas o aspecto de Mãe. Ela é a Grande Deusa, responsável por Tudo, inclusive por Sua concepção. Ísis é a Criadora, a Amante, a Amada, o Poder do Trono, A Divina Inventora, A Grande Feiticeira.



Um aspecto muito importante de Ísis, é o seu aspecto de curadora. Tendo também o título de Curandeira Divina, ela é invocada pelos enfermos e pelos que praticam a cura, tanto física quanto espiritual. Seus templos também eram fortes centros de cura.

Ísis possui vários símbolos. Muitas vezes aparece com o Ankh . O Ankh é uma cruz que simboliza a vida eterna. É portada por quase todos os Deuses egípcios. Não se tem certeza sobr suas origens. Uma versão nos diz que ele representa os órgão sexuais do homem e da mulher unidos. Outra versão nos diz que ele deriva de uma boneca africana da fertilidade que possuía uma cabeça grande e era um amuleto das mulheres que queriam engravidar.

Ísis também aparece com o disco solar e chifres de vaca (seu animal sagrado) em sua cabeça. Mas este símbolo também pode ser visto como as três fases da lua. O disco solar sendo a lua cheia, e os chifres sendo, um, a lua crescente em sua "metade", e o outro, a lua minguante em sua "metade". Isto deixa evidente que Ísis também é uma Deusa Tríplice.

Sua representação com asas geralmente é vista quando estão ressaltados seus aspectos de Curadora e de Deusa da Morte. É batendo Suas asas sobre Osíris que Ela o traz de volta à vida. A Deusa da Morte é também a Deusa da Vida, pois uma contém a outra. O ciclo é sempre o mesmo, vida, morte, renascimento. Aliás, Ísis se mostra também como Deusa Negra quando se veste de preto, sustentando o luto pelo desaparecimento do marido e sai a sua procura.

Como Deusa do Mar ela é a padroeira dos navegantes. Como Deusa da Magia e dos Mistérios ela é uma grande mestra na evolução espiritual.

Ísis é a deusa do amor, da divinação, dos partos, das artes. A dança do ventre é originária da dança sacerdotal executada pelas sacerdotizas da Deusa em seus templos. Mas sua origem não nasceu aí. Ela teve como nascente a Suméria e os ritos para Innana.

A Dança do Sete Véus, por exemplo, é referente aos sete chakras, às sete cores do arco-íris, e aos sete planetas. Cada chakra tem suas características positivas quando equlibrado. Quando desequilibrado ele assume qualidades negativas. A retirada dos véus simboliza o desbloqueio e a harmonia dos chakras. A correlação dos chakras com os planetas em termos de suas características positivas e negativas é muito interessante e precisa. Estes sete véus correspondem também aos sete portais, os quais a Deusa Innana atravessa quando vai ao submundo.

Ísis era uma mãe e uma deusa amorosa e tudo perdoava a seus seguidores. Ísis era anterior a toda a Criação, era paciente e sábia. Como a Abençoada Virgem Maria, tão conhecida atualmente no Ocidente e no Oriente, a rainha Ísis concebera seu divino filho por meios divinos. Do morto e castrado Osíris, ela extraiu por conta própria a semente viva. E muitas vezes foi retratada em pinturas ou esculturas com o divino filho, Hórus, sobre o joelho. Tinha o busto nu em total inocência para alimentar o jovem deus. E Osíris mandava no mundo dos mortos, seu falo perdido para sempre nas águas do Nilo, onde dele corria um fluxo interminável de sêmen, fertilizando os extraordinários campos do Egito todos os anos quando o rio transbordava. O deus era um homem perfeito, bronzeado e ao luar. Conhecia ofícios. Sabia ler a mente das pessoas. Osíris, o deus do sangue, julgava o malfeitor olhando dentro do coração do malfeitor. A seu lado a Deusa mulher murmurava que o deus faria seu julgamento e aplicaria o castigo e que o sangue mau agora seria purificado e renasceria em outra pessoa e que esse sangue não o prejudicaria.

Ísis sob a forma de serpente se ergue na fronte do rei para destruir os inimigos da Luz, e sob a forma da estrela Sótis anuncia e desencadeia as cheias do Nilo. Ísis era tida como deusa da harmonia e das festas, que auxiliava a arrecadar fundos para as mesmas.



Fonte:http://www.annaleao.com.br/modules/smartsection/item.php?itemid=14
http://pt.wikipedia.org/wiki/Isis

quinta-feira, 21 de maio de 2009

AS ALMAS DA TERRA

.


(...)A possibilidade da existência das fadas como seres fisicamente reais foi retirada da memória humana como sendo um fato, mas para descobrir o elo perdido, as fadas surgem como personagens fundamentais e, no decorrer da história de todas as civilizações humanas que passaram pelo planeta, fizeram e continuam fazendo parte ativa e incondicional.

(...)Depois de tantas recusas e rejeições por parte das autoridades manipuladoras dos sistemas de crenças dos seres da Terra, hoje a maior parte das pessoas já percebe que de uma forma ou de outra, existem vidas em paralelo à matéria física que conhecemos como realidade e que, todas essas vidas visíveis ou não, são partículas de energias e inteligências que aglomeradas em camadas, iniciam a jornada de vida na Terra atraídas pelo reflexo da luz em seu éter sagrado, gerando assim condições de vida múltiplas no planeta.

Tendo ou não uma explicação científica para a vida orgânica inteligente, as vidas dimensionais orgânicas e inorgânicas estão sendo cada vez mais sentidas pelas pessoas, como algo que contem uma força invisível inexplicada que se manifesta espiritualmente. Os mais convencionais e racionais mesmo sem poderem explicar essas manifestações astrais, já conseguem senti-las como forças reais em muitas situações em suas próprias vidas e mesmo sem explicações cientificas, aceitam o fato de que o mundo invisível também existe.

São poucos os que ainda insistem em acreditar que somos únicos no Universo e que o Criador é limitado a uma crença, uma imagem, um nome e a uma idéia fixa religiosa que vai contra todas as outras idéias.

O único ponto comum entre as religiões do mundo em relação à obra da criação é o ponto não praticado por nenhuma delas, que apresenta "Um Deus" onipotente e incondicional que tudo ama. Porém esse amor se torna impraticável e irreal para o restante da humanidade.

(...)Vibrações, energias, freqüências, inteligências, elementos vitais, cores, formas, movimentos e espíritos, tudo captando e gerando diversas forças magnéticas inorgânicas e orgânicas, transformando-as em componentes independentes e vivos, capazes de formatar a matéria física inteligente a partir de si.

A Terra é um ser vivo inteligente com consciência e alma própria, tem uma força magnética que, quando iluminada pela luz, se manifesta em vidas físicas e metafísicas multidimensionais, com freqüências existenciais variadas em escalas vibratórias e posições dimensionais que vão desde os organismos microscópios simples e chegam ao mais elevado nível de consciência, o divino, onde a Terra foi criada.

(...) Fada é parte da Terra. A Terra enquanto planeta é entendida pelas inteligências cósmicas como sendo uma energia vivente altamente atrativa, fascinante e repleta de possibilidades desconhecidas e inexploradas. Para o Cosmos, a Terra carrega em si a inteligência divina criadora e isso faz dela um planeta diferenciado dos demais. A Terra é a manifestação do divino no campo da matéria.



As fadas são a representação do perfeito e o perfeito muitas vezes não é reconhecido pela mente racional, como sendo algo possível, mas ao olhar para a decorada asa de uma borboleta, ou para as belas penas de um pavão, entendemos o que é a arte no aperfeiçoamento da obra perfeita.
Foram as fadas que fizeram as flores belas e perfumadas, as borboletas coloridas, os beija-flores e pássaros alados e elas passeiam sendo esses seres quando sentem esse desejo. Muitas vezes ao sentir o aroma de uma flor do campo e agradecer pela dádiva, sentimos o sorriso de felicidade das fadas ao perceberem nossa gratidão.

São muitos os que no mundo moderno já aceitam as figuras dos gnomos, duendes e elementais da natureza, como sendo energias verdadeiras porém, em diferentes dimensões e por isso difíceis de serem compreendidos como figuras físicas reais.
Algumas pessoas afirmam ter visto e tido contato em diferentes tempos, com seres encantados em florestas distantes e também em outros níveis astrais. Os seres alados das matas são mais fáceis de serem captados pela mente como energias vivas e por isso são mais frequentemente vistos por seres comuns.

Mas, quanto às fadas, essas são difíceis de serem vistas por seres despreparados emocionalmente. Os que reconhecem sua existência, podem nunca tê-las visto. Fadas não são gnomos e nem formas elementais, as fadas são as rainhas dos seres alados, são as coordenadoras da natureza e da vida original do planeta e não se expõem ou se envolvem com a vida na terceira dimensão, a não ser que ordenadas pelo Criador. Acima das fadas da Terra, só seu Criador.

(...)Ninguém melhor que as fadas para transmitir amor e harmonia para todos. Quando assumem uma forma física natural, as fadas vibram feminino e se formam delicadas, translúcidas e singelas, porém fortes e sábias.

Fadas são seres alados quando estão na dimensão existencial alada. São seres divinos quando estão na freqüência existencial do divino e são seres vivos quando estão na dimensão da matéria viva da Terra. As fadas dizem que os campos alado e divino, ficam acima da quinta dimensão, mas que entre a matéria sólida e os elementos vitais que formam a matéria da Terra, existem diversas ligações e canais que sobem para as dimensões mais elevadas. Quando as fadas entram na vida física, elas assumem a forma de pássaros, flores, borboletas, gatos, raposas, esquilos. As formas dependem da tarefa que as fadas estejam realizando. Quando em tarefas divinas na matéria, elas assumem a forma de mulheres humanas.

(...)Praticamente ninguém sabe ao certo se as fadas existem. E quem acredita nesta possibilidade, é chamado de doido pelos que se dizem mais inteligentes.

(...)Uma vez que as fadas nunca se revelaram diante de nenhum líder humano religioso ou político, para eles, as fadas são fictícias e por isso nunca foram incluídas no histórico do planeta.
Tendo ou não suas identidades reconhecidas pelas pessoas, as fadas continuam sendo a representação viva da alma da Terra. Para as fadas, a vida na terceira dimensão é apenas mais um estágio existencial do planeta de que elas cuidam e preservam.
Fada é a inteligência viva da Terra e suas almas são as partículas dessa inteligência que protege o planeta.

É mais fácil achar uma fada vivendo como mulher, feliz numa simples cabana na floresta disfarçada de camponesa especializada em ervas medicinais, ou de uma velha anciã que tudo sabe e tudo vê, do que vê-las flutuando com asas pela floresta. Mesmo como mulher, uma fada jamais será vista trabalhando arduamente em um escritório no centro de uma grande cidade ou expondo-se como soberana a outro ser. As fadas por serem incondicionais, são os seres vivos mais humildes que existem.

É mais provável vê-las voando como borboletas por entre as flores nas florestas naturais do planeta, que encontrá-las cobiçando alguma riqueza material. As fadas são o que querem ser, porque quando são, são por inteiro. A facilidade que elas têm em circular por entre as camadas dimensionais do planeta, as faz intocáveis.


http://holosgaia.blogspot.com/2009/05/o-livro-das-fadas.html

terça-feira, 19 de maio de 2009

TEMOS DE PARAR DE COMER OS OCEANOS!!!

.

Temos de parar de comer os Oceanos

05.05.2009

Os oceanos são como a galinha dos ovos de ouro. Enquanto ela estava viva, botava um ovo dourado cada dia, mas depois o agricultor ganancioso decidiu matá-la para obter todo o ouro de seu interior, mas nada encontrou, e a galinha não botou mais seus ovos porque estava morta.
Durante séculos, os oceanos têm alimentado a humanidade. Mas, no século passado, os ecossistemas dos oceanos foram abusados pela ganância humana com uma ignorância insana.
Não como peixe, porque sou um ecologista e tenho visto a diminuição de peixes em todos os mares da minha vida. Fui criado em uma aldeia de pescadores e fui criado em uma dieta de bacalhau, sardinha, cavala, smelts, amêijoas, lagostas, solhas e truta. Eu vi com meus próprios olhos a progressiva diminuição de peixes, lagostas e crustáceos. E pelo que eu comi quando criança, eu escolhi o que não comer hoje, pela simples razão de que há muitos de nós em terra comendo os poucos deles que vivem nos mares.

O pescador agora se tornou um dos mais destrutivos ocupadores do planeta. É tempo de pôr de lado a imagem antiquada, independente, 'sal-do-mar', do pescador trabalhando corajosamente para alimentar a sociedade e sustentar sua família.

A maioria dos pescadores não vão mais ao mar com linhas e pequenas redes. Hoje, operam navios que valem alguns milhões de dólares, equipados com uma complexa e dispendiosa tecnologia, destinada a caçar e capturar todos os peixes que possam encontrar.

Um fabricante de localizador eletrônico de peixes - Rayethon, se orgulha de seu produto, dizendo o peixe pode correr, mas não pode se esconder.E para os peixes não há lugar seguro, sendo caçados impiedosamente mesmo em reservas marinhas e santuários. Nós, seres humanos, temos travado uma intensa e implacável exploração de praticamente todas as espécies de peixes no mar, e esses estão desaparecendo. Se não pormos um fim aos navios de pesca industrializada muito em breve, vamos matar os oceanos e, ao fazê-lo, vamos nos matar.

Nesta semana, cientistas revelaram que a desnutrição é generalizada, afetando peixes, pássaros, animais e populações dos nossos oceanos. Não só estamos esgotando as suas reservas, estamos matando de fome os sobreviventes.

Estamos alimentando gatos com peixes, porcos e galinhas, e nós estamos sugando dezenas de milhares de pequenos peixes do mar para a alimentação de peixes maiores criados em cativeiro. Gatos domésticos estão comendo mais peixe do que focas, porcos comem mais peixes do que tubarões, e galinhas comem mais peixes do que albatrozes.

Com outros fatores, como o aumento da acidez, aquecimento global, poluição química e diminuição da camada de ozônio, provocamos declínio das populações de plâncton, travando um ataque global sobre toda a vida nos nossos oceanos. Os peixes não podem competir com as nossas exigências excessivas. Já eliminamos 90% dos grandes peixes comerciais do mar. Os chineses procuram barbatanas de tubarão, o que está destruindo praticamente todas as espécies de tubarão no oceano.

Considerando que a indústria da pesca, uma vez segmentada, destruiu os grandes peixes, agora está se focalizando nos menores, os peixes que sempre alimentaram o peixe maior. Das dez principais pescarias no mundo de hoje, sete estão no alvo dos peixes pequenos. Se os peixes são muito pequenos para alimentar as pessoas, são simplesmente misturados na farinha para alimentar os animais domésticos e agrícolas, que criam salmão ou atum.A aqüicultura surgiu agora também como o maior desperdício de peixes, e é o motor econômico na condução da exploração intensiva de peixes pequenos. Atualmente, japoneses e noruegueses extraem dezenas de milhares de toneladas de plâncton do mar para produzir proteína rica a fim de alimentar animais.

Nesta semana, um relatório sobre o estado do Mundo da Pesca e da Aqüicultura liberado pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação - FAO, concluiu que 80% de todos os peixes marinhos estão atualmente sendo explorados, sobrexplorados, empobrecidos ou esgotados, incluindo reservas das sete maiores pescas. Poucas populações de peixes marinhos permanecem com o potencial para sustentação, enquanto a humanidade segue em crescimento, e muitos já atingiram seu limite.

A Sea Shepherd Conservation Society não está tomando a posição dos direitos animais quando dizemos que as pessoas devem parar de comer peixe e parar de comer carne de animais que foram alimentados por peixes. A nossa posição baseia-se unicamente sobre a realidade ecológica que a pesca comercial está destruindo os oceanos.

Todos nós sabemos disto. Estamos todos conscientes dessa diminuição. A realidade ecológica não está somente à nossa frente, está acertando nossos queixos. O problema é a negação absoluta, se nos recusamos a reconhecer que extinguindo a vida do mar iremos comprometer o alicerce para a nossa sobrevivência na terra.

Esta negação é tão arraigada que mesmo o Greenpeace serve peixe para sua tripulação a bordo dos seus navios, enquanto apóia campanhas de se opôr à pesca predatória.
Um povo indígena no Brasil, chamado de Kaiyapo, chama aqueles que destroem as florestas de 'povo-cupim', porque eles devoram as árvores. Nós temos humanos parasitas sugando a vida dos oceanos e dando nada em troca. Nós, seres humanos, nos tornamos parasitas sugadores de sangue do oceano, e quando matarmos nossos anfitriões, como certamente faremos, então morreremos também.

Por muito tempo, eu me perguntava por que eu me preocupava em falar sobre esses assuntos para uma sociedade que se recusa até mesmo a conhecer esta realidade e simplesmente rejeita qualquer conversa sobre exploração ao extremo. Durante décadas, tenho sofrido com apatia e ignorância.

Na semana passada, em Paris, na Conferência de Sustentabilidade, eu falei sobre tudo isso para uma sala cheia de jornalistas, e quando eu propus o encerramento de todas as atividades comerciais de pesca no Mediterrâneo, fiquei agradavelmente surpreso com o fato de nenhum jornalista discordar e sequer questionar uma proposta tão radical. Na verdade, meu anúncio foi saudado com aplausos.

O público está se tornando consciente da gravidade da situação ecológica, que ameaça a vida no mar. E isto é muito encorajador. Eu não posso pensar em algo mais importante do que a preservação da diversidade em nossos oceanos. Talvez possamos nos adaptar ao aquecimento global, e talvez podemos sobreviver a uma extinção maciça de espécies, mesmo em terra. Mas eu sei que se matarmos os oceanos vamos nos matar.A diversidade é a preservação da vida.

Temos de parar de comer os oceanos. Comer peixe é, para todos os efeitos, um crime ecológico. Não há sustentabilidade na pesca oceânica - não, nenhuma. Aquela pretensão de ser consumidores ecologicamente corretos é apenas uma fraude, uma tentativa de nos fazer sentir bem, enquanto continuamos a comer o mar.

Sei que muitos não vão gostar do que estou dizendo, mas eu nunca escrevi ou falei com a finalidade de ganhar algum concurso de popularidade. Meu objetivo é ser ecologicamente correto no meu pensamento, e de qualquer perspectiva que tenho visualizado. Isso eu vejo escrito na parede, em grandes letras em negrito, juntamente com as minhas observações do equilíbrio, e agora a diminuição da vida no mar, desde que eu era um rapaz sentado na Baía de Passamaquoddy até agora, tendo viajado por todos os oceanos do mundo tentando defender a vida no mar. Os sinais parecem ameaçadores e perigosos.

Alguns podem pensar que um apelo pela proibição da pesca comercial é radical. Eu vejo isso como uma política conservadora e essencial que devemos implementar para salvar os oceanos e a nós mesmos.

Estou preocupado com os pescadores e suas famílias? Eu simpatizo com sua situação, mas estou muito mais interessado na sobrevivência futura da humanidade e dos oceanos. Nós simplesmente precisamos pôr fim a uma indústria que literalmente está eliminando os sistemas de apoio à vida neste planeta. Isso exige sacrifícios, mas é preferível sacrificar um trabalho do que sacrificar o futuro de todos nós.

Temos que considerar as necessidades dos peixes, e é preciso dar-lhes espaço e tempo para se recuperarem do terrível abate a que temos infligido todas as espécies que vivem no mar.
Estou cansado de ouvir desculpas de pescadores dizendo que as focas e os golfinhos diminuíram os peixes. Eles querem nos fazer de bobos, e aceitar um bode expiatório não-científico nesse argumento. Os peixes sumiram porque eles, os pescadores, os mataram sem piedade.

Eles precisam de ser tratados como criminosos que estão destruindo os oceanos. A indústria da pesca precisa de ser encerrada antes que provoque uma extinção irreversível, e tambem a perda de diversidade em nossos oceanos.

Se um colapso ecológico ocorrer devido à remoção de uma espécie ou espécies estratégicas, nós não nos preocuparemos com empregos. Nós vamos nos preocupar que os nossos concidadãos irão nos caçar e nos comer. Se isso ocorrer, as palavras que Jesus Cristo uma vez disse a pescadores se tornarão terrivelmente verdade - eu vou te fazer tornar pescadores de homens (Marcos, 1-17).

Sea Shepherd: Temos de parar de comer os Oceanos



http://holosgaia.blogspot.com/2009/05/sea-shepherd-temos-de-parar-de-comer-os.html

segunda-feira, 18 de maio de 2009

RADICAL FAERIES--ESPIRITUALIDADE GAY

.


"Está na moda hoje encorajar os homens a serem sensíveis. Entretanto, este encorajamento é parcialmente lembra a tentativa de fazer um homem aleijado a correr." Herb Goldberg, The Hazards of Being Male.

Se as histórias e tradições da bruxaria forem esquecidas e difamadas, então a espiritualidade gay em todo lugar seria praticamente erradicada. Em uma tentativa de reivindicar a sua justa posição de respeito na espiritualidade pagã, os Radical Faeries começaram quietamente a reunir energia em 1978. No Sudoeste, várias convenções espirituais do tema paganismo e da contra-cultura gay eram as sementes do que é hoje um ramo muito necessário do paganismo.

Os gays, embora a cultura atual tente negá-lo, existiram em todas as raças, religiões e sociedades do mundo. Uma cultura em que os gays e as lésbicas eram honrados e respeitados eram as tribos dos nativos americanos. Uma autora que tem nos suprido com uma grande quantidade de informação sobre gays e seus papéis nestas tribos é Paula Gunn Allen. Entre os seus muitos livros, The Sacred Hoop é um bom livro falando de feminismo, cultura nativo americana e gays dentro de muitas tribos. Allen cita a autora Judy Grahn (Another Mother Tongue: Gay Words Gay Worlds), que, por sua vez, citou a antropóloga Sue Ellen Jacobs em um afigura de "... 88 tribos cujos atributos culturais registrados incluem referências à homossexualidade, com vinte destas incluindo referências específicas ao lesbianismo" (p. 197). o­nze tribos negaram (para forasteiros) qualquer prática de homossexualidade. Allen afirma que isto "... indica a presença de lesbianismo e homossexualidade em todas as áreas da América do Norte" (p. 197). Diferentes tribos nativo americanas tinham muitos nomes diferentes para gays e lésbicas. Mas a palavra que as pessoas mais conhecem e usam hoje é berdache, significando "homem vestido de mulher" (Este termo tem sido mal utilizado tanto para lésbicas quanto para homens gays das tribos. É uma palavra francesa que veio de uma palavra árabe para um garoto que fosse escravo sexual ou para um garoto de programa. Infelizmente, o nome pegou.



Radical Faeries estão hoje trabalhando para ganhar o status e a honra que um dia foi tida pelos berdaches. Por causa da opressiva influência dos colonizadores cristãos e da falta de linguagens escritas dos nativo americanos, os papéis e vidas das lésbicas e dos gays dentro das tribos é difícil de averiguar. Histórias de xamãs que se vestiam de mulheres e faziam o trabalho de mulheres não são incomuns. Nem é incomum ler sobre uma garota que abdicou do seu sexo físico, vestiu-se como um homem, tomou o nome de um homem e fez o trabalho de um homem. Ela freqüentemente foi considerada pela tribo como portadora de grandes poderes. Nós só podemos assumir que quando a história diz que uma mulher tomava uma "esposa", o seu relacionamento era conjugal tanto quanto emocional. As pessoas que mudavam de sexo eram venerados pelos nativo americanos. Muitos xamãs e curandeiros eram berdaches. Eles eram as pessoas sábias da tribo: aqueles que tinham visões, falavam com os espíritos e sabiam interpretar os sonhos. Hoje, Radical Faeries estão tentando reivindicar o seu passado berdache.

Há poucos grupos ou organizações que trabalham com as necessidades espirituais da comunidade gay; alguns indivíduos na comunidade gay à vezes acham que viver a experiência gay não é o que eles esperavam que fosse. Margot Adler entrevistou Jody, um membro dos Radical Faeries que sentia que a cultura gay "... era uma paródia opressiva da cultura heterossexual. Tomava parte principalmente em bares, aonde a música é alta e as pessoas não são encorajadas a falar ou formar ligações ou cuidar uns dos outros" (Adler, p.341).

Muitos homens têm achado uma irmandade de outras pessoas com as mesmas necessidades espirituais em grupos de Radical Faeries. Eles sentem orgulho em serem diferentes das pessoas "hétero"; eles acreditam que a habilidade de mudar os papéis sexuais pode tornar o "andar entre os mundos" mais fácil. Eles acreditam que a sua "energia homossexual" é um ingrediente principal em trabalhos mágicos. Os Radical Faeries não procuram se assemelhar à comunidade hétero dizendo que a única diferença entre eles e os heterossexuais é o que eles fazem na cama. Eles recuram essa assimilação, pois traz perda de comunidade e inspiração. Eles acreditam que a única coisa que eles têm em comum é o que eles fazem na cama (Adler, p.344).



Radical Faeries também fazem coisas muito diferentes das que a comunidade pagã tradicional faz. Eles não estão interessados em rituais formais; a maioria dos seus rituais é completamente espontâneo. Eles são anarquistas públicos que utilizam o humor e o surrealismo para chocar as pessoas. Eles freqüentemente levam a sua anarquia para os festivais e encontros pagãos. Eles arruinaram um ritual formal em um encontro pagão ao irem para lá gritando "Atenção! Aqui a espontaneidade é proibida! Nós somos a polícia de espontaneidade!" (Adler, p.346). Eles tem levado a "dança do chá" da comunidade gay aos encontros pagãos - o que parece muito fora de lugar em uma programação fixa. Homens (gays e héteros) vestem roupas de mulher e dançam música popular. Embora pareça tolo, é freqüentemente bem sucedido. Eles não controlam as suas experiências ou tentam censurar as energias que as suas experiências trazem. Eles acreditam que o controle de energia e das sensações é um grande problema da sociedade e o caminho para remediar isto é através da espontaneidade e da brincadeira.

Quando gays tornam-se uma comunidade religiosa para direcionamento espiritual, eles freqüentemente não são bem-vindos. Vergonhosamente, isto às vezes também é verdade na comunidade pagã. Por causa desta pesada confiança na polaridade física masculino/feminino, tradicionalistas na comunidade pagã freqüentemente não sabem o que fazer com gays e qual é o seu lugar no paganismo. O livro The Complete Art of Witchcraft (1975), de Sybil Leek, inclui um capítilo sobre "O Lugar do Homossexual na Bruxaria". Este capítulo cai no sexismo (em mais de um sentido), na inveja e na auto-importância. Em A Witches Bible Compleat, Janet e Stewart Farrar incluem uma pequena seção em seu livro (Part II, p.170), dizendo-nos quão "absolutamente heterossexuais" e como, embora eles tenham amigos gays, eles não acreditam que covens gays possam funcionar porque a wicca foi construída sobre um "masculinidade e feminilidade natural da mente, do corpo e do espírito." O livro Persuasions of the Witch's Craft (1989), por T.M. Luhrmann, é um livro ao estilo do Drawing Down the Moon, mas o seu tema está restrito aos bruxos ingleses. O autor aponta a evidência do conservadorismo destes bruxos em suas atittudes a respeito de considerar a permissão de gays em seus covens. Um indivíduo iluminado (que eu tenho certeza que teve muitas experiências em primeira-mão deste tipo!) disse "... você não pode trabalhar magicamente com um homossexual. Homossexuais simplesmente não criam a corrente." (p.64).

Não é apenas a atitude e a anarquia dos Radical Faeries (ou de qualquer outro grupo gay da Arte) que incomodam as pessoas; é a sua própria presença. Starhawk escreve em Dreaming the Dark:

Ver homens que deliberadamente abraçam as características associadas às mulheres (suavidade, tolice, vontade de cuidar dos outros, vulnerabilidade) pode ser terríveis para outros homem porque tanto da identidade masculina na cultura alienada depende da diferença deles com as mulheres, que é definida negativamente. Ainda assim, além do medo pode haver poder para redefinir o self masculino positivamente como uma todo enraizado, não como uma parte separada. (p. 142).



Esta é a chave de porque a comunidade pagã tradicional sente-se perturbada por homens gays em sua religião. Estes homens estão quebrando os papéis sexuais e jogando-os no lixo. Como as mulheres em covens separatistas feministas, eles homens têm rejeitado os papéis tradicionais designados pela sociedade; ambos estão se movendo em território desconhecido. O que eles irão achar lá? O que eles trarão de lá? Em que sentido isto irá alterar a comunidade pagã ou possivelmente a cultura popular? O que será abandonado e o que será ganho? Estas são as perguntas que a comunidade pagã deveria estar perguntando a si mesma. São perguntas ameaçadoras porque muitas das respostas podem ser radicais. Se nós começarmos a escutar estas pessoas - aqueles que estão vivendo fora de todas as estruturas, dos papéis e das normas que nós fomos ensinados - e começar a viver as nossas vidas em liberdade e harmonia, nós iremos realizar um dos maiores experimentos já feitos até hoje. Podemos viver sem hierarquia? Hierarquia é algo mais do que uma sociedade dominadora? Como nós podemos funcionar sem papéis sexuais?

Por cinco mil anos, os princípios e as moralidades de um mundo androcrático têm sido o nosso inconsciente coletivo. O nosso subconsciente se confunde quando começamos a considerar alternativas. Aquela voz invejosa e sexista fala de dentro de nós quando ela é ameaçada por novas escolhas. A comunidade pagã - os revolucionários originais e os resistentes - é um lugar primário aonde as "táticas de guerrilhas" dos "rebeldes" feministas e gays podem formar raízes e sobreviver. A Arte é um solo fértil para as sementes do dissentimento.

domingo, 17 de maio de 2009

SENHORA DAS VERDADES

.


Foi quando estava assim,(...) que sonhei com Ela... A Verdade... que me apareceu como a Senhora das Verdades. Não me lembro mais se foi um sonho ou uma visão, mas foi assim...

Ela me apareceu lá no fundo da natureza onde eu me encontrava, em um tipo de altar muito bonito... em arco, cavado na pedra e esculpido... Ela não era nada bonita como as imagens que eu estava acostumada a ver nos altares... era uma velha, muito velha... e magra, muito magra... com os cabelos muito brancos e muito longos, era quase a imagem da morte...

A atmosfera era como a dos sonhos, com luzes e sombras que pareciam vivas... em pulsares que até hoje, muito tempo depois... me remetem àquele lugar como se ainda fosse hoje.



Ela pede para me aproximar... parecia que ia me revelar a Verdade.
Respirei fundo levando comigo todos os questionamentos e dúvidas e... quando me preparava para dar os primeiros passos em sua direção, percebi que o chão estava ardendo em chamas... o chão era puro fogo... Olhei encantada as chamas, mas, com medo e indecisa, olhei para Ela que continuava me chamando para avançar.

Assim fiz com a respiração, agora presa... como se qualquer movimento em falso pudesse ser fatal, mas... percebi que o fogo não me queimava... De novo respirando aliviada andei um pedaço sobre as chamas em direção ao altar da Senhora das Verdades...
Parei com medo quando em determinado ponto percebi que a partir dali eu via as brasas que davam origem ao fogo... e isso me impedia de ter coragem de continuar.

O medo de me queimar foi maior e me fez ficar ali parada um tempo... quase desistindo de encontrar a Verdade...
Olhei de novo para Ela que continuava me chamando... mas o fato de ver as brasas... a origem do fogo, me dava muito medo e não lembro quanto tempo fiquei assim...



Até que resolvi entregar o medo e avançar, e quando dei o primeiro passo percebi que as brasas também não me queimavam. Com o coração acelerado me vi aproximando mais e mais do altar...
Quando já ia alcançá-lo, olho para a Senhora das Verdades... e para meu espanto e desapontamento ela se desfaz em cinzas finíssimas bem diante dos meus olhos...

Nem me refiz do espanto quando vi surgirem e se desfazerem em cinza, no lugar onde ela estava no Altar, muitas outras imagens adoradas pelas várias religiões e culturas... Iam se criando e se desfazendo em cinzas até que o Altar se transformou no Grande Mistério...

O Grande Mistério se apresenta como o Espaço Infinito coalhado de estrelas...
Aquele altar... onde antes estava a senhora das Verdades e depois muitas outras representações da Divindade, agora se revelava para mim como um Portal para o Grande Mistério.



Olhei encantada essas possibilidades... quando vejo lá no infinito de estrelas a Senhora das Verdades me aparecendo de novo e fazendo sinal para encontrá-la... e finalmente eu vou...
Já sem o peso do corpo nem dos conceitos, ela me passa, sem falar, que... as muitas roupagens são caminhos para a Verdade, como setas... mas que muitos se perdem adorando os caminhos.

E, no silêncio, me falou muito mais coisas... que acalmaram minha Alma de novo... e segui viagem...

http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/c.asp?id=08687